Militares dos EUA querem se adiantar a operações russas “mais complexas”

Um F-22 da Força Aérea dos EUA baseado no Alasca intercepta um bombardeiro russo Tu-95 em 9 de junho de 2020 (Foto: NORAD).

Rússia, EUA e OTAN estão intensificando suas atividades militares no Ártico.

Ministro da Defesa anuncia novos comandantes das Forças Armadas

Foto: Reprodução/Facebook/Jair Bolsonaro.

Em breve pronunciamento para apresentar os novos comandantes, o Ministro da Defesa destacou a atuação das Forças Armadas no combate a pandemia.

Ordem do Dia alusiva ao 31 de Março de 1964

General Braga Netto (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil).

O recém-nomeado Ministro da Defesa do Brasil, general-de-exército Walter Souza Braga Netto, emitiu “Ordem do Dia Alusiva ao 31 de Março de 1964”, a ser lida em todos os quartéis e organizações militares brasileiras. A seguir, a íntegra da ordem.

Circular reservada do Chefe de Estado-Maior do Exército (1964)

“… Estar prontos para a defesa da legalidade, a saber, pelo funcionamento integral dos três Poderes constitucionais e pela aplicação das leis, inclusive as que asseguram o processo eleitoral, e contra a revolução para a ditadura e a constituinte, contra a calamidade pública, a ser promovida pelo CGT, e contra o desvirtuamento do papel histórico das Forças Armadas.”

Tenente-Brigadeiro Bermudez fala sobre a visão estratégica da Aeronáutica

Evento virtual ocorreu nessa quarta-feira (17) e abordou a conjuntura atual do Comando da Aeronáutica

Batalha de Wizna, as “Termópilas Polonesas”: entre o mito e o fato (Parte 3-final)

Na terceira e última parte do artigo, a retirada dos sobreviventes e a conclusão da história desta batalha, épica para os poloneses, um resumo do triste saldo final e as principais perdas de ambos os lados, além de uma análise de aspectos históricos e visões de historiadores que se contrapõem.

Golpe em Mianmar: por que agora?

O recente golpe de estado em Mianmar, uma nação governada pelo alto-comando militar durante a maior parte de sua história moderna, não deveria ter sido uma surpresa. Juntas militares e governos fantoches governaram efetivamente o país por quase 20 anos desde a sua independência em 1948.

Batalha de Wizna, as “Termópilas Polonesas”: entre o mito e o fato (Parte 2)

Enquanto em 5 de setembro ainda era possível parar o ataque inimigo, no dia seguinte a defesa polonesa quebrou. O comandante-em-chefe, marechal Śmigły-Rydz, ordenou que a unidade do SGO Wyszków, sob Kowalski (as 1ª e 41 de Infantaria, essa última do general Piekarski), então estacionadas nos subúrbios de Pułtusk e Różan, mantivessem o setor seguro de modo que uma retirada para o oeste, na direção do Narew, pudesse ser realizada caso a pressão do inimigo não fosse contida.

Serve para todos: a mente estratégica de um Comandante

As decisões importantes que levam à vitória muitas vezes passam por iniciativas que evitam possíveis erros, aquelas que poderiam causar uma derrota antes mesmo de iniciar o combate. Frequentemente são coisas simples e óbvias, mas nem sempre as enxergamos. Este é um dos fatores que diferenciam aqueles que aprendem a pensar estrategicamente.

Você conhece o livro “A Arte da Guerra”, de Sun Tzu?

A Arte da Guerra é um livro espetacular que merece uma leitura reflexiva. Não só por sua incrível abrangência ao tratar de aspectos estratégicos e táticos, como por sua incrível atualidade, mesmo passados 2,5 mil anos de sua redação.