Democratas querem gastar mais do que Biden na aquisição de armas

O contratorpedeiro americano USS John S. McCain com navios da Marinha Real Australiana e da Força de Autodefesa Marítima do Japão no Mar do Sul da China para um exercícios em 19 de outubro de 2020 (Foto: US Navy).

A legislação provavelmente desencadeará debate partidário, como pontos o fechamento de Guantánamo, a exigência de pagamento de salário mínimo pelas empreiteiras de defesa, e a negativa de apoio às operações militares ofensivas no Iêmen.

Conflito não declarado? Aumentam combates dos EUA contra milícias apoiadas pelo Irã

Militares americanos observam jato F-16 em cerimônia de recepção de quatro dessas aeronaves em uma base militar em Balad, Iraque, 20 de julho de 2015 (Foto: Thaier Al-Sudani/Reuters).

Para os democratas, a questão é se o padrão de ataques e contra-ataques não equivale a um conflito não declarado, com risco de os EUA tropeçarem em uma guerra direta com o Irã sem envolvimento do congresso.

Israel vai pedir US$ 1 bilhão para reabastecer Iron Dome

O sistema de defesa israelense Iron Dome, à esquerda, intercepta foguetes, à direita, disparados pelo Hamas em direção ao sul de Israel a partir de Beit Lahia, no norte da Faixa de Gaza, em 14 de maio de 2021 (Foto: Anas Baba/AFP).

O ministro da Defesa do país, Benny Gantz, se encontrará com autoridades americanas em Washington nesta quinta-feira, semanas após o início da escalada de 11 dias com Gaza.

Se o congresso americano puder encontrar dinheiro, a Marinha dos EUA gostaria de outro novo destroier este ano

Guindastes erguem o convés de popa de 320 toneladas do destroier USS Jack H. Lucas (DDG 125), no estaleiro Ingalls Shipbuilding em Pascagoula, Mississippi (Foto: Lance Davis/HII).

O pedido de orçamento da US Navy incluía apenas um destroier. Mas um segundo documento diz que é necessário mais um para cumprir obrigações contratuais com os estaleiros.

Força Aérea dos EUA eliminará dezenas de A-10, F-15 e F-16 no orçamento 2022

Foto: Kristine Legate/USAF.

As aeronaves táticas constituem uma grande parte das aeronaves que a USAF deseja aposentar em 2022, e não comprará novos caças em quantidade para compensar a perda.

Democratas oferecem resolução bloqueando venda de armas de US$ 735 milhões a Israel

Joe Biden é saudado pela congressista Debbie Dingell (Dem-MI) e pela representante dos EUA Rashida Tlaib no Aeroporto Metropolitano de Detroit Wayne County em Detroit, Michigan, 18 de maio de 2021 (Foto: Leah Millis/Reuters).

Alexandria Ocasio-Cortez está entre os principais patrocinadores da medida, que tem pelo outros co-patrocinadores, incluindo alguns dos democratas mais esquerdistas na Câmara.

USAF foca em fundos de construção para 2022 na Europa, Pacífico e em armas nucleares

Linha de voo de F-16C do 457º Esquadrão Expedicionário de Caça da USAF na 71ª Base Aérea em Campia Turzii, na Romênia, em junho de 2019 (Foto: Megan Crusher/USAF).

Líderes militares dos EUA estão preocupados com as instalações europeias, visando conter a influência russa na região, e com instalações no Pacífico fundamentais para superar a China.

USAF mais uma vez pede ao Congresso permissão para aposentar os RQ-4 Global Hawk mais antigos

Membros do 7º Esquadrão de Reconhecimento preparam lançamento de um RQ-4 Global Hawk na Naval Air Station Sigonella, Itália, em outubro de 2018 (Foto: Sgt. Ramon A. Adelan/USAF).

A USAF tenta aposentar os RQ-4 desde 2012 e sempre foi rebatida pelos legisladores, e até o momento não divulgou como planeja substitui-los, pré-requisito exigido pelo Congresso.

Em discurso ao Congresso, Biden pede apoio e alerta sobre ameaça chinesa

O presidente dos EUA, Joe Biden, discursa em sessão conjunta do Congresso americano em 28 de abril de 2021 (Foto: Associated Press).

Biden tenta navegar entre os republicanos, que se opõem a mais gastos e aumento de impostos, e a esquerda democrata, que quer planos mais agressivos.

Governo Biden prossegue com vendas de armas de US$ 23 bilhões para os Emirados Árabes Unidos

Uma aeronave Lockheed Martin F-35 é vista no ILA Air Show em Berlim, Alemanha, 25 de abril de 2018 (Foto: Axel Schmidt/Reuters).

Porta-voz do Departamento de Estado disse na terça-feira que as datas estimadas de entrega nas vendas aos Emirados Árabes Unidos, se implementadas, eram para depois de 2025 ou mais tarde.