Democratas oferecem resolução bloqueando venda de armas de US$ 735 milhões a Israel

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Joe Biden é saudado pela congressista Debbie Dingell (Dem-MI) e pela representante dos EUA Rashida Tlaib no Aeroporto Metropolitano de Detroit Wayne County em Detroit, Michigan, 18 de maio de 2021 (Foto: Leah Millis/Reuters).

Joe Biden é saudado pela congressista Debbie Dingell (Dem-MI) e pela representante dos EUA Rashida Tlaib no Aeroporto Metropolitano de Detroit Wayne County em Detroit, Michigan, 18 de maio de 2021 (Foto: Leah Millis/Reuters).

Legisladores democratas dos EUA apresentaram na quarta-feira uma resolução que visa bloquear a venda de US$ 735 milhões de armas guiadas de precisão para Israel, uma resposta simbólica ao conflito entre Israel e o grupo governante de Gaza, Hamas.

Os representantes Alexandria Ocasio-Cortez, Mark Pocan e Rashida Tlaib foram os principais patrocinadores da medida, que tem pelo menos seis outros co-patrocinadores, incluindo alguns dos democratas mais esquerdistas na Câmara.

Eles estão entre os legisladores que pedem um esforço mais concentrado dos EUA para parar a violência, incluindo ataques aéreos israelenses que mataram dezenas de civis, a maioria deles palestinos na sitiada Faixa de Gaza.

O governo do presidente democrata Joe Biden aprovou a venda potencial de US$ 735 milhões em armas para Israel no início deste ano e enviou ao Congresso para revisão formal em 5 de maio, dando aos legisladores 15 dias para contestar as leis que regem as vendas de armas estrangeiras.


LIVRO RECOMENDADO

A porta dos leões: Nas linhas de frente da Guerra dos Seis Dias

  • Steven Pressfield (Autor)
  • Em português
  • Kindle ou Capa comum

“Em um momento em que tantos, incluindo o presidente Biden, apóiam um cessar-fogo, não deveríamos enviar armas de ‘ataque direto’ ao primeiro-ministro Netanyahu para prolongar a violência”, disse Ocasio-Cortez em um comunicado.

É improvável que a resolução avance na Câmara, onde o gabinete da porta-voz Nancy Pelosi controla a legislação que vai ser votada. Os líderes da câmara expressaram apoio à venda, com o segundo o democrata Steny Hoyer dizendo a repórteres ontem que a apoia.

A venda de JDAMs da Boeing era considerada rotina na época, antes do início deste mês das mais violentas hostilidades na região em anos.

Tanto os republicanos quanto os democratas no Congresso geralmente expressam forte apoio a Israel. O país tem sido o maior destinatário de assistência externa dos EUA desde a Segunda Guerra Mundial, com Washington atualmente fornecendo a Israel cerca de US$ 3,8 bilhões por ano em ajuda militar.

Fonte: Reuters.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a RússiaCurso de InteligênciaCurso sobre a ChinaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também