Foguetes visam as tropas dos EUA e empreiteiros em bases militares iraquianas

Caça iraquiano F-16 Fighting Falcon decola da Base Aérea de Balad, no Iraque, em 17 de junho de 2019 (Foto: Luke Kitterman/USAF).

Os ataques são os mais recentes de uma sequência desde que Joe Biden assumiu a presidência e tem como alvo a presença dos EUA no Iraque, visando bases militares e a Zona Verde de Bagdá.

Muito sobre a retirada dos EUA do Afeganistão não está claro

Foto de arquivo de abril de 2014. Forças dos EUA e o comando afegão patrulham a vila de Pandola perto do local de um atentado a bomba no distrito de Achin, Jalalabad, a leste de Cabul, no Afeganistão (Foto: Rahmat Gul/AP).

Ainda há muitas dúvidas sobre a retirada das tropas americanas do Afeganistão. O que os EUA farão, por exemplo, se o Talibã aproveitar a saída dos militares americanos para tomar o poder?

Talibã pode usar equipamento militar dos EUA conforme tropas americanas deixam o Afeganistão

Legisladores americanos mostraram preocupação com falta de detalhes sobre o pós-retirada, incluindo o destino de intérpretes afegãos, a capacidade dos EUA de conduzir missões de contraterrorismo na região e o potencial de equipamentos sendo usados contra aliados no futuro.

Principal general dos EUA no Oriente Médio recomendará plano pós-retirada para o Afeganistão

O general Kenneth McKenzie Jr., comandante do Comando Central dos EUA (Foto: Manuel Balce Ceneta/AP).

Líderes militares tentam descobrir a melhor forma de cumprir a ordem de Biden de retirar todas as tropas do Afeganistão até setembro, ao mesmo tempo em que mantém apoio às forças afegãs.

Pelo menos sete mortos em ataque do Talibã a posto avançado do exército no Afeganistão

Combatentes do Talibã no Afeganistão em março de 2020 (Foto: Wali Sabawoon/NurPhoto/Getty Images).

Pelo acordo de 2020 entre o governo Trump e o Talibã, as forças estrangeiras se retirariam do país em 1º de maio, mas Biden anunciou que as forças dos EUA só completariam a retirada em 11 de setembro, mais de quatro meses depois do acordo anterior.

A retirada das tropas dos EUA do Afeganistão

Soldados americanos protegem o rosto da areia levantada pelo rotor de um helicóptero evacuando feridos em uma área próxima de Kandahar, no Afeganistão, em 23 de agosto de 2011 (Foto: AFP).

Apesar da promessa de retirada das tropas americanas do Afeganistão em 1º de maio o governo Joe Biden estendeu o prazo, adiando a retirada para a icônica data de 11 de setembro. Obviamente essa decisão desagradou ao Talibã, que declarou que isso abre caminho para “ações que se julguem adequadas contra as tropas de ocupação”. Os EUA finalmente encerrarão esta guerra?

Radar Semanal 23/04/2021

Imagem: Pixabay.

Nesta edição do Radar, o general Kenneth McKenzie diz que não há planos para a retirada dos efetivos americanos do Iraque; como a guerra cibernética pode aumentar os riscos de uma guerra nuclear entre EUA e China; com a inteligência artificial, em guerras futuras pode não haver tempo para decisões legais; e imagens aéreas mostram as tropas da Rússia na fronteira com a Ucrânia.

Retirada de tropas russas é vista com cautela pela Ucrânia

Reservistas do 130º batalhão das Forças de Defesa Territoriais da Ucrânia participam de exercícios militares nos arredores de Kiev, Ucrânia, em 10 de abril de 2021 (Foto: Valentyn Ogirenko/Reuters).

Washington disse que está esperando para ver quais ações seguirão o anúncio de Moscou e que “continuará a observar de perto”.

Retirada antecipada de tropas internacionais do Afeganistão sendo considerada

Soldado do Camp Marmal Force Protection Group equipa uma metralhadora em cima de um veículo em uma patrulha em Mazar-e Sharif, Afeganistão (Foto: Burt W. Eichen/US Navy).

Biden disse que deseja que o processo seja concluído até 11 de setembro, enquanto o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, disse apenas que a retirada deveria ser feita “dentro de alguns meses”.

Talibã pode lançar ofensiva após decisão dos EUA de adiar a retirada das tropas

Militares americanos (Foto: Jalil Rezayee/EPA-EFE).

O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou em 14 de abril que o país iniciaria a retirada das tropas do Afeganistão em 1º de maio e concluiriam o processo até 11 de setembro deste ano.