Ebrahim Raisi diz que o programa iraniano de mísseis balísticos é inegociável

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
O presidente eleito do Irã, Ebrahim Raisi, fala em Teerã (Foto: WANA/Reuters).

O presidente eleito do Irã, Ebrahim Raisi, fala em Teerã (Foto: WANA/Reuters).

O presidente eleito do Irã, Ebrahim Raisi, disse que o programa de mísseis balísticos do regime “não é negociável” em sua primeira entrevista coletiva desde sua vitória nas eleições de sexta-feira.

Eleito para substituir Hassan Rohani por uma vitória esmagadora no sábado, Raisi acrescentou que também não está disposto a negociar seu apoio às milícias regionais.

Ele acrescentou que a política externa de seu país não será limitada pelo acordo nuclear de 2015. “Nossa política externa não se limitará ao acordo nuclear”, disse Raisi em Teerã. “Teremos interação com o mundo. Não amarraremos os interesses do povo iraniano ao acordo nuclear.”

Raisi acrescentou que os EUA são obrigados a suspender todas as sanções impostas a Teerã, e a potência mundial deve retornar imediatamente ao acordo.

Quando questionado se ele se encontraria com o presidente dos EUA, Joe Biden, Raisi simplesmente disse “não”.


LIVRO RECOMENDADO

A Revolução Iraniana

  • Osvaldo Coggiola (Autor)
  • Em português
  • Kindle ou Capa comum

Raisi também se autodenominou “defensor dos direitos humanos” depois de ser questionado diretamente sobre seu envolvimento nas execuções em massa de cerca de 5.000 pessoas em 1988. Raisi fez parte de um chamado “painel da morte” que sentenciou prisioneiros políticos à morte no final da guerra Irã-Iraque dos anos 1980.

No sábado, o juiz Ebrahim Raisi venceu a eleição presidencial do Irã em uma votação que pareceu ter o menor comparecimento na história da República Islâmica, informou a mídia estatal iraniana.

Raisi obteve 17,8 milhões de votos, mais da metade dos 28 milhões de votos na sexta-feira, o que constitui pouco mais da metade dos 59 milhões de eleitores elegíveis do país.

Fonte: Haaretz.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a RússiaCurso de InteligênciaCurso sobre a ChinaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também