Terceiro porta-aviões da China toma forma

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Porta-aviões chinês Liaoning (Foto: PLAN/CGTN).

Porta-aviões chinês Liaoning (Foto: PLAN/CGTN).

Recentes imagens de satélite comercial revelam que a China fez progressos substanciais na construção de seu terceiro porta-aviões, comumente conhecido como Tipo 003. O navio está programado para se tornar o maior combatente de superfície da Marinha do Exército de Libertação Popular da China (PLAN) e melhorar significativamente as capacidades navais chinesas.

O trabalho no Tipo 003 está em andamento no Estaleiro Jiangnan, em Xangai, pelo menos desde o final de 2018. Nos últimos meses, componentes pré-fabricados do casco da embarcação foram montados. Imagens de satélite de 30 de maio de 2021 mostram que a cabine de comando agora está parcialmente concluída. Embora ainda haja muito a ser feito, uma análise detalhada do status do Tipo 003 oferece insights importantes sobre sua configuração.


O Tipo 003 segue em construção no Estaleiro Jiangnan (Foto: CSIS/Maxar).

O terceiro porta-aviões da China será consideravelmente maior do que seus antecessores, o Liaoning e o Shandong, que medem 304,5 metros de comprimento cada. Avaliações anteriores do Tipo 003 pelo CSIS estimaram suas dimensões de linha d’água em aproximadamente 300 metros de comprimento e 40 metros de largura. Conforme a cabine de comando tomou forma, o comprimento total da embarcação aumentou para aproximadamente 315 metros, e sua largura no ponto mais largo se expandiu para 74 metros.

O Tipo 003 continuará a crescer à medida que o trabalho avança. Talvez a melhor comparação de tamanho seja a classe de porta-aviões Kitty Hawk, que a Marinha dos Estados Unidos operou da década de 1960 até a década de 2000, e que tinha um comprimento de linha d’água de cerca de 300 metros e um comprimento total de quase 324 metros.

Além de ser maior do que seus predecessores, o Tipo 003 é amplamente esperado para apresentar uma cabine de comando de topo plano com um sistema de “decolagem assistida por catapulta e recuperação interrompida” (CATOBAR). Isso marcaria uma grande atualização do sistema menos avançado skijump usado no Liaoning e Shandong. O uso de catapultas permitirá ao Tipo 003 lançar aeronaves de asa fixa com cargas úteis mais pesadas e mais combustível, bem como aeronaves maiores com uma menor relação empuxo/peso.


LIVRO RECOMENDADO

A caminho da guerra: Os Estados Unidos e a China conseguirão escapar da Armadilha de Tucídides?

  • Graham Allison (Autor)
  • Em português
  • Capa comum

A maioria dos sistemas CATOBAR são movidos a vapor, mas isso está começando a mudar. A nova classe de porta-aviões Gerald R. Ford da Marinha dos EUA emprega um sistema eletromagnético de lançamento de aeronaves (EMALS) que permite decolagens mais rápidas, manutenção reduzida e maior eficiência energética. Rumores sugerem que a China pretende ultrapassar as catapultas a vapor equipando o Tipo 003 com um sistema estilo EMALS. A decisão sobre que tipo de catapulta o Tipo 003 empregaria provavelmente foi tomada anos atrás; e embora o uso de um sistema EMALS permaneça não confirmado, alterar o curso traria desafios e atrasos significativos.

O tamanho aumentado do Tipo 003 emparelhado com um sistema de lançamento aprimorado abre a porta para uma ala aérea maior e mais diversificada. Embora demore alguns anos até que as aeronaves embarquem no Tipo 003, a ala aérea pode incluir aeronaves de controle e alerta antecipado (AEW&C), como o KJ-600. Caso isso se materialize, aumentará significativamente a consciência situacional da PLAN e suas capacidades de combate.

O Tipo 003 também deve se beneficiar de uma ilha atualizada – a estrutura de torre abrigando o centro de comando das operações do convoo, juntamente com radar e equipamento de comunicação. Comparado com o Shandong, o Type 003 provavelmente terá uma ilha menor, o que liberaria um espaço crucial no convoo. Nas imagens de satélite de 30 de maio de 2021, uma parte da ilha pode ser vista localizada perto da embarcação, aninhada entre dois abrigos ambientais móveis. Imagens aéreas de baixa altitude do estaleiro Jiangnan de junho confirmam a presença da ilha em Jiangnan.


Imagem: CSIS/Maxar.

Ainda restam dúvidas sobre o número e o tamanho dos elevadores de aeronaves no Tipo 003. Esses elevadores, que movem as aeronaves entre o hangar interno e o convoo, são cruciais para as operações de voo. Imagens de satélite avaliadas pelo CSIS e imagens de baixa altitude circulando nas redes sociais sugerem que o Tipo 003 será configurado com dois elevadores de estibordo, semelhantes ao Shandong. No entanto, estima-se que os elevadores no Tipo 003 sejam maiores, o que poderia permitir que levantassem duas aeronaves simultaneamente. O francês Charles de Gaulle tem dois elevadores e os americanos da classe Gerald R. Ford têm três, todos capazes de içar duas aeronaves ao mesmo tempo.

Como outros porta-aviões chineses, o Tipo 003 terá propulsão convencional, mas muitos observadores esperam que a PLAN desenvolva porta-aviões nucleares futuramente. Tal movimento colocaria a China em pé de igualdade com os Estados Unidos e a França, os únicos países que atualmente possuem porta-aviões nucleares.


Imagem: CSIS/Maxar.

Muitos detalhes do Tipo 003 não podem ser confirmados até que mais progressos sejam feitos. Grandes aberturas permanecem no centro da embarcação, permitindo que os trabalhadores movam os componentes dentro do casco e para as salas de máquinas à frente e à ré. Vários elementos que se projetam para fora nas laterais do navio, também não foram concluídos. Em direção à proa, a camada superior da cabine de comando ainda não foi instalada. Imagens de satélite mostram que vários componentes da cabine de comando e da estrutura de suporte da ilha foram posicionados próximos ao navio e em breve serão colocados no lugar.

Assim que o convés for montado, os dois grandes guindastes da doca seca provavelmente serão usados ​​para içar componentes da ilha para o convés. O trabalho continuará por vários meses, e possivelmente mais, antes que o dique seco seja inundado e o navio seja lançado. Se o trabalho no terceiro porta-aviões progredir aproximadamente no mesmo ritmo que a construção do Shandong, o Tipo 003 não será lançado até 2022. Após o lançamento, levará vários anos até que o navio esteja totalmente equipado, conclua os testes de mar e seja então comissionado na PLAN.

Quando o Tipo 003 entrar em serviço, será um acréscimo formidável para a marinha da China e permitirá que ela projete poder de forma mais eficaz nos oceanos Índico e Pacífico.

Fonte: Breaking Defense / CSIS.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

V-UnitCanal do Velho GeneralAmazonPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisPrograma Café com Defesa

Veja também