Marinha dos EUA lança novo destroier versão Flight III

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Foto: Huntington Ingalls Industries.

Foto: Huntington Ingalls Industries.

A Marinha dos EUA lançou uma versão nova de sua classe Arleigh Burke DDG-51 de destroieres, de acordo com o Comando de Sistemas Navais. Os detalhes foram dados em um comunicado à mídia de 7 de junho, para anunciar o lançamento do primeiro destroier de mísseis guiados na configuração Flight III, o futuro USS Jack H. Lucas.

A atualização DDG-51 Flight III está centrada no radar de defesa aérea e antimísseis AN/SPY-6 (V) 1 e incorpora atualizações nos sistemas de energia elétrica e capacidade de resfriamento, além de mudanças associadas à uma capacidade de combate bastante aprimorada. A linha-base do Flight III começa com os DDG 125-126 e continuará com DDG-128 e seguirá nos demais navios.

“Os navios versão Flight III fornecerão capacidade de defesa aérea e antimísseis de ponta incluindo alcance de detecção e capacidade de rastreamento significativamente maiores. O lançamento do primeiro deles, o futuro Jack H. Lucas, é um passo importante para entregar o Flight III à Marinha”, disse o gerente do programa DDG-51 Arleigh Burke, capitão Seth Miller.

A classe de contratorpedeiros DDG-51 teve a produção mais longa de todos os combatentes de superfície da Marinha dos EUA. Existem agora mais de 70 destroieres DDG-51 em serviço.


LIVRO RECOMENDADO

A caminho da guerra: Os Estados Unidos e a China conseguirão escapar da Armadilha de Tucídides?

  • Graham Allison (Autor)
  • Em português
  • Capa comum

Os navios classe Arleigh Burke são destroieres de mísseis guiados multimissão projetados para operar ofensiva e defensivamente, de forma independente ou como unidades de grupos de ataque, grupos expedicionários e grupos de ação de superfície em ambientes de múltiplas ameaças incluindo ameaças aéreas, de superfície e sub-superfície.

Esses navios responderão a cenários de Conflito de Baixa Intensidade ou Guerra Costeira e Litorânea, bem como a conflitos em mar aberto, fornecendo ou aumentando a projeção de poder, requisitos de presença avançada e operações de escolta no mar. O Flight III é a quarta atualização da classe, com base no legado dos navios das versões anteriores Flight I, II e IIA.

O estaleiro Huntington Ingalls Industries está construindo quatro outros destroieres, os futuros Frank E. Petersen Jr. (DDG 121) e Lenah Sutcliffe Higbee (DDG 123) na configuração Flight IIA e os futuros Ted Stevens (DDG 128) e Jeremiah Denton (DDG 129) na versão Flight III.

Fonte: Defence Blog.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a RússiaCurso de InteligênciaCurso sobre a ChinaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também