As inovações militares de Napoleão Bonaparte

Retirada de Napoleão de Moscou, obra de Ernest Meissonier.

Napoleão Bonaparte, apelidado de “Le Corse” ou “Le Petit Caporal”, nasceu em 15 de agosto de 1769 em Ajaccio, na Córsega, e morreu em 5 de maio de 1821 como prisioneiro em Santa Helena, uma ilha britânica isolada no Atlântico Sul. Um dos personagens mais célebres da história do Ocidente, revolucionou a organização e o treinamento militar.

A busca da Rússia por profundidade estratégica

Profundidade estratégica sempre foi fundamental para a Rússia e sua importância está gravada de maneira indelével na memória do país. Nos últimos anos, o presidente russo, Vladimir Putin, vem realizando diversos movimentos estratégicos no sentido de recuperar o “amortecedor” perdido com a queda da URSS.

Austerlitz e a campanha russa

Napoleão era um general soberbo no campo estratégico e operacional; sua capacidade de manipular o inimigo de forma a manter a iniciativa mesmo em situação tática defensiva, obrigando os russos a atacar quando e onde ele queria era magistral e foi fundamental para o sucesso em Austerlitz. Os russos, porém, compreendendo que Napoleão supria seu exército in loco, adotaram a estratégia de “terra arrasada”, usando a imensidão do território russo para amortecer a força do exército francês e negaram-lhe a iniciativa, furtando-se ao combate e aguardando a oportunidade certa para lutar.

Estátuas, Uniformes e a Legião de Honra

O Duque de Wellington disse que Napoleão inspirava tanta confiança que sua presença no campo de batalha valia por 40 mil homens. Saiba como ele motivava e homenageava a coragem de seus soldados.