Vigília por Tiananmen em Hong Kong: polícia chinesa bloqueia tradicional praça Victoria Park

Polícia faz revistas em transeuntes no local (Foto: Kathleen Magramo/SCMP).

Residentes tentam manter a tradição viva, com um homem exibindo um jornal de 1989 cobrindo a repressão; Outros tentaram se aproximar do parque bloqueado para “sentir a atmosfera” ou se reunir em igrejas.

Radar Semanal 04/06/2021

Artigos recentes da internet na China alegam que o bombardeio da OTAN em 1999 contra a embaixada de Pequim na Iugoslávia foi intencional, alegando que a embaixada abrigava secretamente os restos mortais de um caça stealth americano F-117 Nighthawk abatido na região semanas antes (Foto: Reuters).

No Radar desta semana, um artigo questiona se não há interesses escusos por trás das críticas ao F-35; uma análise geopolítica dos interesses no Chifre da África; uma avaliação do recente pedido de desculpas francês pelo genocídio em Ruanda; e uma curiosa história, talvez incrível demais, sobre qual seria a verdadeira razão do bombardeio da embaixada chinesa na Iugoslávia em 1999.

Hong Kong proíbe evento anual pelo massacre na Praça da Paz Celestial

Mulher segura uma vela durante a cerimônia pelas vítimas da Praça da Paz Celestial durante uma vigília em Hong Kong em 4 de junho de 2016 (Foto: Albert Bonsfills/Anadolu).

Autoridades locais apoiadas pela China proibiram o evento em homenagem às vítimas do massacre de Pequim em 1989 pela segunda vez devido à pandemia covid-19.

Hamas pede a palestinos que enfrentem as forças israelenses

Emblema do Hamas.

Porta-voz do Hamas diz que os eventos ocorridos na mesquita de Al-Aqsa, na Jerusalém Oriental, são crimes de guerra e equivalem a um massacre.

A ameaça do Atirador Ativo

As ocorrências de “Atirador Ativo”, ataques em locais de grande concentração de pessoas, são relativamente comuns nos EUA e anteriormente eram vistas como algo distante da realidade brasileira. No entanto, infelizmente, isso tem ocorrido com certa frequência no país. É necessário que os órgãos de segurança pública estejam preparados para lidar com esses casos, ao mesmo tempo em que a população deve saber como agir nessas situações.

O Khmer Vermelho e a tragédia do Camboja

A experiência do Camboja durante o período do Kampuchea Democrático foi um dos capítulos mais trágicos da história do século XX. O regime imposto pelo Khmer Vermelho foi um dos mais brutais, considerando o número de mortos e refugiados que produziu no curto período de tempo de sua existência, em relação à população da época. É um exemplo de como utopias sem base na realidade podem ser destrutivas para uma nação.

Vídeo 629 CANAL ARTE DA GUERRA – Massacre na Praça da Paz Celestial: 30 Anos

Passadas três décadas, ainda é desconhecido o número de pessoas mortas pelo Exército Chinês.

A Praça da Paz Celestial: 30 anos depois

No dia 4 de junho de 1989 a Praça da Paz Celestial, em Pequim, foi palco de uma das repressões mais brutais da história recente.