Tropas de defesa costeira russas realizam exercícios na Crimeia enquanto navios de guerra da OTAN entram no Mar Negro

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
O destroier britânico HMS Defender e a fragata holandesa HNLMS Evertsen passando pelo Bósforo (Foto: Yoruk Isik/Twitter).

O destroier britânico HMS Defender e a fragata holandesa HNLMS Evertsen passando pelo Bósforo (Foto: Yoruk Isik/Twitter).

Os sistemas de mísseis de defesa costeira da Frota do Mar Negro praticaram a eliminação de navios de guerra inimigos simulados durante exercícios na Crimeia, informou a assessoria de imprensa da Frota na terça-feira.

“As equipes dos sistemas de mísseis anti-navio de defesa costeira móvel Bal e Bastion da formação de mísseis e artilharia da Frota do Mar Negro realizaram exercícios para eliminar um navio de superfície inimigo simulado no Mar Negro”, disse a assessoria de imprensa em um comunicado.

Na primeira fase dos exercícios, as equipes dos sistemas de mísseis estacionados na Crimeia realizaram uma marcha até a área de posicionamento, equiparam e camuflaram as posições. Em seguida, prepararam os lançadores, detectaram um alvo na superfície, identificaram-no e travaram, diz o comunicado.

“No decorrer do exercício, as tropas praticaram o algoritmo de medidas para lançar ataques de mísseis contra um navio de guerra inimigo simulado por meio de lançamentos eletrônicos. Um navio da Frota do Mar Negro simulou o navio de guerra inimigo nos exercícios”, acrescentou a assessoria de imprensa.


LIVRO RECOMENDADO

Crimeia: A história da guerra que redesenhou o mapa da Europa no século XIX

  • Orlando Figes (Autor)
  • Em português
  • Kindle ou Capa comum

O Centro de Controle de Defesa Nacional da Rússia relatou anteriormente que a Marinha russa estava rastreando os navios de mísseis guiados do Reino Unido e da Holanda que entraram no Mar Negro. Em particular, o contratorpedeiro de mísseis guiados HMS Defender do Reino Unido e a fragata HNLMS Evertsen da Marinha holandesa entraram no Mar Negro em 14 de junho.

Sistemas de defesa costeira

O sistema de defesa costeira Bal com o míssil antinavio Kh-35 é designado para controlar águas territoriais e estreitos, defender bases navais, outras instalações e infraestruturas costeiras e áreas vulneráveis ​​a ataques anfíbios. O sistema é capaz de operar em quaisquer condições climáticas, dia e noite, com orientação totalmente autônoma após os lançamentos, sob intensa interferência e fogo inimigo.

O sistema de defesa costeira Bastion com o míssil de cruzeiro antinavio supersônico Yakhont (Oniks) padronizado é designado para atacar vários tipos de navios de superfície que operam como parte de formações de assalto anfíbios, comboios, ação de superfície e grupos de ataque de porta-aviões, e também navios singulares e alvos terrestres com contraste de radar sob fogo intenso e contra-medidas eletrônicas.

Fonte: Tass.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

V-UnitCanal do Velho GeneralHackerSecPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisPrograma Café com Defesa

Veja também