US Army poderá ter micro-ondas de alta potência para destruir pequenos enxames de drones

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Enxame de 40 drones em um centro de treinamento em maio de 2019 (Foto: James Newsome/US Army).

Enxame de 40 drones em um centro de treinamento em maio de 2019 (Foto: James Newsome/US Army).

O Exército dos EUA está pronto para iniciar o desenvolvimento e integração de uma capacidade de microondas de alta potência para destruir pequenas ameaças de drones a partir do ano fiscal de 2022, de acordo com os documentos de justificativa orçamentária divulgados com a solicitação financeira.

A força planeja gastar mais de US$ 50 milhões no AF22 para desenvolver tecnologia para combater pequenos drones e está trabalhando em conjunto com as demais forças para estabelecer uma arquitetura duradoura de soluções para enfrentar a ameaça.

O Departamento de Defesa dos EUA estabeleceu o Joint Counter-Small Unmanned Aircraft Office, ou JCO, liderado pelo US Army, quase dois anos atrás, traçando um caminho para desenvolver um sistema para combater pequenos UAS (Unmanned Aerial Systems) e estabelecer um grupo provisório de sistemas a serem usados ​​como ponte para a capacidade duradoura.

Especificamente, o exército americano está orçando US$ 18,73 milhões no AF22 para desenvolver, integrar e testar novas tecnologias que possam levar a uma solução que envolva micro-ondas de alta potência, ou HPM (High Power Microwave), que podem contribuir para neutralizar ameaças singulares de drones e enxames inteiros.

Já está em andamento um esforço para integrar interceptores de baixos efeitos colaterais em um sistema contra-sUAS duradouro, mas outros mecanismos serão desenvolvidos e incorporados à arquitetura.

O US Army planeja conduzir uma fase de desenvolvimento para estabelecer uma capacidade de microondas de alta potência no AF22 até o segundo trimestre do AF23, de acordo com um cronograma estabelecido nos documentos.


LIVRO RECOMENDADO

Drones: Guia das aeronaves não tripuladas que estão tomando conta de nossos céus

  • Martin J. Dougherty (Autor)
  • Em português
  • Capa comum

A prototipagem de um esforço HPM Ground Increment I será executada durante o AF22 e um teste de sistema será realizado no primeiro trimestre do AF23, seguido pela entrega de um protótipo no terceiro trimestre do AF23.

O US Army também planeja colocar em campo um HPM para destruir enxames de drones como parte de seu sistema de Capacidade de Proteção contra Fogo Indireto, que defenderá locais fixos contra drones, mísseis de cruzeiro, foguetes, artilharia e morteiros. A força está trabalhando nesse desenvolvimento com a Força Aérea, que se encarrega dos trabalhos de pesquisa e desenvolvimento. O Exército está fornecendo recursos para construir protótipos.

A arma conhecida como THOR – ou Tactical High Power Operational Responder – foi demonstrada na Base Aérea de Kirtland, Novo México, em fevereiro deste ano. O Exército planeja realizar testes de campo já no AF24.

Com relação ao interceptor de baixos efeitos colaterais, o US Army está definido para iniciar a integração e os testes de uma solução começando no quarto trimestre do AF21 e terminando no terceiro trimestre do AF22. A integração final será concluída no primeiro trimestre do AF23 e a capacidade entrará em produção no segundo trimestre do AF23, de acordo com os documentos orçamentários.

Três fornecedores – Aurora Flight Sciences, de propriedade da Boeing, Elta North America e Xtend – demonstraram recursos de baixos efeitos colaterais no Yuma Proving Ground, no Arizona, este ano. A demonstração foi a primeira de uma série de eventos, provavelmente ocorrendo duas vezes por ano, onde a força conjunta examinará soluções que preenchem as lacunas de capacidade atuais e estão prontas para a transição para o campo.

O Pentágono está planejando sua próxima demonstração de possíveis capacidades de contra-UAS em setembro deste ano, e se concentrará em opções manuais para destruir pequenos drones.

Fonte: Defense News.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

V-UnitCanal do Velho GeneralHackerSecPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisPrograma Café com Defesa

Veja também