Cúpula da OTAN busca compromisso de Biden

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
O presidente dos EUA, Joe Biden (Foto: Jonathan Ernst/Reuters).

O presidente dos EUA, Joe Biden (Foto: Jonathan Ernst/Reuters).

Os líderes da OTAN buscarão garantias na segunda-feira do presidente dos EUA, Joe Biden, de que após quatro anos de difamação por seu antecessor Donald Trump, a aliança pode contar com o apoio dos Estados Unidos, seu membro mais poderoso.

Em uma reunião mais reduzida do que as cúpulas anteriores da OTAN, em parte devido às restrições do covid-19, os 30 aliados se reunirão em suas sedes de vidro e aço para acordar reformas para um mundo multipolar pós-Guerra Fria onde a ascensão militar da China apresenta um novo desafio.

“A primeira coisa é que Biden se comprometa novamente com a defesa coletiva da OTAN”, disse Jamie Shea, ex-funcionário sênior da OTAN que estava em uma cúpula de 2018 na qual Trump considerou abandonar a aliança. “Isso apenas mostra como teria sido fácil para os Estados Unidos virar as costas à aliança”, disse Shea, agora no think tank Friends of Europe.

Trump trouxe uma qualidade de reality show de televisão para as cúpulas da OTAN de que participou de 2017 a 2019, disseram especialistas e diplomatas, atraindo grande atenção da mídia internacional, mas também desgastando aliados que ele chamou de “delinquentes” por não gastarem o suficiente em defesa.

Biden já anulou uma decisão de Trump de retirar as tropas americanas da Alemanha.

Embora se espere que Biden entregue a mensagem americana tradicional de que os aliados europeus devem pagar mais por sua própria segurança, a OTAN está tentando ir além da política externa “América em Primeiro Lugar” de Trump.

“Esta cúpula com Biden deve ser um sinal para o mundo de que a OTAN está de volta”, disse um diplomata europeu sênior que também esteve na Aliança durante os anos Trump.


LIVRO RECOMENDADO

Continente selvagem: O caos na Europa depois da Segunda Guerra Mundial

  • Keith Lowe (Autor)
  • Em português
  • Kindle ou Capa comum

“Havia muito barulho e foi um momento difícil. Mas agora podemos realmente falar sobre as coisas que importam, os desafios de segurança que definem o nosso tempo”, disse o enviado.

Fundada em 1949 para conter a ameaça militar da União Soviética, a OTAN celebrou seu 70º aniversário em uma cúpula em Londres em dezembro de 2019 e o secretário-geral Jens Stoltenberg argumentou que o vínculo transatlântico está em boa saúde, apesar das disputas que chegaram às manchetes.

Rússia, mudanças climáticas, Afeganistão e novas tecnologias estão no cardápio da cúpula de um dia, que culminará em uma sessão especial de líderes na câmara do Conselho do Atlântico Norte.

Mas, tendo fortalecido sua capacidade de cumprir sua missão central de defender a Europa após a anexação da Crimeia pela Rússia em 2014, a OTAN enfrenta agora a pressão para ser mais ambiciosa.

Em uma reviravolta do destino, a cúpula da OTAN discutirá as reformas da aliança, conhecidas como OTAN 2030, que foram postas em prática depois que Trump questionou sua relevância.

Stoltenberg definirá nove áreas onde a OTAN poderia se modernizar a médio prazo, incluindo mais financiamento aliado conjunto de operações militares. No entanto, a França já expressou preocupação com a proposta, temendo que ela retire dinheiro das prioridades militares nacionais.

É provável que os líderes concordem em redigir um novo documento principal de estratégia, conhecido como Conceito Estratégico da OTAN, para incluir, pela primeira vez, a ascensão militar da China como um desafio.

Fonte: Reuters.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a ChinaCurso de InteligênciaCurso sobre a RússiaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também