Croácia vai gastar 1 bilhão de Euros em jatos de combate Rafale usados

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Caça Rafale em exibição no International Paris Air Show em 17 de junho de 2019 (Foto: Eric Piermont/AFP/Getty Images).

Caça Rafale em exibição no International Paris Air Show em 17 de junho de 2019 (Foto: Eric Piermont/AFP/Getty Images).

O governo da Croácia decidiu comprar 12 caças Rafale F3-R usados ​​da França para a Força Aérea do país, disse o primeiro-ministro croata Andrej Plenković.

“A compra da aeronave de caça multifuncional fortalecerá a posição da Croácia como membro da OTAN e parceiro na União Europeia. Pela primeira vez, atingiremos 2% do PIB alocado para o fortalecimento de nossas capacidades de defesa”, disse Plenković, conforme citado em um comunicado divulgado por seu governo.

O negócio tem valor de € 999 milhões (US$ 1,2 bilhão) e, além da aeronave, abrangerá sistemas de armas, peças de reposição, logística e treinamento. Após a decisão do gabinete, Zagreb irá negociar os detalhes do contrato com Paris.


LIVRO RECOMENDADO

Continente selvagem: O caos na Europa depois da Segunda Guerra Mundial

  • Keith Lowe (Autor)
  • Em português
  • Kindle ou Capa comum

De acordo com o plano, a França deve entregar os primeiros seis bimotores em 2024, e os seis Rafales restantes serão fornecidos no ano seguinte. A aeronave entregue incluirá 10 aviões de combate monoplace e dois biplace.

Outras ofertas consideradas por Zagreb incluíram a compra de aeronaves F-16 Block 70 dos EUA, jatos de combate suecos JAS-39 Gripen C/D e aeronaves F-16C/D Block 30 de Israel. Por meio da aquisição, a Força Aérea da Croácia pretende substituir seus desatualizados caças Mikoyan MiG-21 de projeto soviético.

Em 2018, o Ministério da Defesa da Croácia anunciou que pretendia comprar F-16 israelenses usados, mas no início de 2019 o governo rejeitou a decisão e relançou a licitação. Autoridades croatas disseram à mídia local que o governo dos EUA acusou seu homólogo israelense de concorrência desleal na licitação.

Fonte: Defense News.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a RússiaCurso de InteligênciaCurso sobre a ChinaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também