EUA e Rússia realizam exercícios militares em paralelo nos Bálcãs

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Soldados holandeses preparam equipamento enquanto helicópteros CH-47 Chinook voam para a área de coleta durante o exercício Swift Response 21 na área de treinamento de Babadag, Romênia, em 16 de maio de 2021 (Foto: Sgt. Randis Monroe/US Army).

Soldados holandeses preparam equipamento enquanto helicópteros CH-47 Chinook voam para a área de coleta durante o exercício Swift Response 21 na área de treinamento de Babadag, Romênia, em 16 de maio de 2021 (Foto: Sgt. Randis Monroe/US Army).

Sérvia e Rússia lançaram exercícios militares conjuntos perto da capital sérvia na quinta-feira, enquanto as forças lideradas pelos EUA realizavam exercícios maciços nos estados vizinhos dos Bálcãs no que parecia ser a resolução de Moscou de manter a influência na região europeia dilacerada por guerras durante a década de 1990.

Os ministérios da defesa sérvio e russo disseram que o treinamento conjunto de cerca de 200 tropas especiais incluirá “a destruição de uma formação militar ilegal”, disparo de munição real e ação “antiterrorista”. Os exercícios vão durar até 25 de maio, disseram os ministérios.

Os exercícios em um campo de treinamento perto de Belgrado acontecem enquanto exercício em grande escala liderado pelo US Army, o Defender Europe 2021, são realizados em toda a Europa, incluindo a maioria dos países vizinhos à Sérvia.

O exército americano disse que os exercícios conjuntos que incluem aproximadamente 28.000 tropas multinacionais são “concebidos para criar prontidão e interoperabilidade entre os EUA, a OTAN e os militares parceiros”.


LIVRO RECOMENDADO

Continente selvagem: O caos na Europa depois da Segunda Guerra Mundial

  • Keith Lowe (Autor)
  • Em português
  • Kindle ou Capa comum

Os exercícios, que incluem meios de defesa aérea e antimísseis, “demonstram nossa capacidade de servir como parceiro estratégico de segurança nas regiões dos Bálcãs Ocidentais e do Mar Negro, ao mesmo tempo em que sustentamos nossas habilidades no norte da Europa, Cáucaso, Ucrânia e África”, disseram os militares dos EUA.

A Sérvia, que é membro do programa de extensão da Parceria para a Paz da OTAN e está formalmente buscando aderir à União Europeia, tem estabelecido laços militares, econômicos e políticos estreitos com a Rússia e a China.

A Sérvia continua sendo o único aliado russo na região que foi dilacerada por sangrentas guerras civis na década de 1990. A maioria dos vizinhos da Sérvia pertence à OTAN e Moscou se opôs abertamente à sua adesão à aliança militar ocidental, alegando que a região do Leste Europeu é sua esfera de influência tradicional.

O Ministro do Interior da Sérvia, Aleksandar Vulin, disse na quinta-feira que a Rússia é “um grande parceiro de segurança”. “Estamos pensando em como preservar nossos países porque a Sérvia e a Rússia só podem ser quebradas por dentro, não por fora”, disse Vulin.

Fonte: Military Times.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a RússiaCurso de InteligênciaCurso sobre a ChinaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também