William Hague: forças britânicas podem ser enviadas para impedir países de derrubar florestas tropicais e perfurar poços de petróleo

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
William Hague (Foto: The Right Address).

William Hague (Foto: The Right Address).

As tropas britânicas podem ser enviadas à batalha para impedir os países de derrubar as florestas tropicais e perfurar para obter petróleo, de acordo com William Hague. O ex-chanceler britânico diz que o foco das forças armadas pode mudar em breve da proteção do fornecimento de energia para a proteção do meio ambiente.

“No passado, o Reino Unido estava disposto a usar exércitos para garantir e extrair combustíveis fósseis”, escreveu ele no jornal Environmental Affairs. “Mas, no futuro, exércitos serão enviados para garantir que o petróleo não seja extraído e para proteger os ambientes naturais”.

“O Reino Unido precisará usar toda a sua capacidade diplomática para garantir que esses recursos não sejam usados ​​e que os ambientes naturais sejam protegidos.”

Referindo-se ao Brasil, Hague prevê que “à medida que a mudança climática sobe na hierarquia de questões políticas importantes, será cada vez mais difícil conciliar nossa política de mudança climática com um acordo de livre comércio com um país que limpa uma área do tamanho de um campo de futebol do Floresta Amazônica por minuto”.

Ele também diz que a Grã-Bretanha depende muito da China para os componentes das baterias elétricas, alertando que “agora é impossível para nós continuarmos dependentes delas em uma área tão crítica”. “Como resultado, nossas políticas em relação à China e às mudanças climáticas tornaram-se inevitavelmente vinculadas”, acrescentou.

William Hague, que foi Secretário de Relações Exteriores do Partido Conservador de 2010 a 2014, diz que a Grã-Bretanha “não pode se safar falando por falar” sem fazer o mesmo sobre o clima.

O Reino Unido lançou uma estratégia que fará com que as forças armadas se tornem o mais “verdes possível” e, na semana passada, Boris Johnson disse que a Grã-Bretanha aceleraria os cortes nas emissões para que fossem reduzidas em 78% até 2035, em comparação com os níveis de 1990.

Fonte: Daily Mail.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

1 comentário

  1. A hipocrisia europeia não tem limites!
    Não podem celebrar acordos comerciais com o Brasil, que desmata suas florestas, mesmo que isso seja legal, mas podem continuar comerciando com a China, o maior poluidor do planeta!
    Parabéns mais uma vez pela qualidade dos artigos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também