Rússia envia jato de combate para acompanhar avião espião dos EUA

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
MiG-31 (Foto: Anatoly Semekhin/Tass).

MiG-31 (Foto: Anatoly Semekhin/Tass).

Um caça a jato russo MiG-31 foi escalado para escoltar um avião de reconhecimento estratégico dos EUA sobre o Oceano Pacífico. Nenhuma violação da fronteira do estado da Rússia foi permitida, disse o serviço de imprensa do Distrito Militar Oriental a jornalistas nesta sexta-feira.

De acordo com a assessoria de imprensa, em 23 de abril, meios de controle do espaço aéreo russo detectaram um alvo aéreo se aproximando da fronteira do estado russo sobre as águas neutras do Oceano Pacífico.

“Um caça MiG-31 das forças de defesa aérea do Distrito Militar do Leste foi escalado para identificar o alvo aéreo e evitar qualquer violação da fronteira da Rússia. A tripulação do caça identificou o alvo aéreo como uma aeronave de reconhecimento estratégico RC-135 da Força Aérea dos EUA e escoltou-o sobre as águas do Oceano Pacífico. Nenhuma violação da fronteira da Rússia foi permitida”, disse o serviço de imprensa.

Foi sublinhado que o voo do caça a jato russo foi realizado em total conformidade com as regras internacionais para o uso do espaço aéreo. O jato militar russo retornou ao seu campo de aviação após o avião dos EUA ter se afastado da fronteira russa.

Fontes: Reuters / Tass.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também