Rheinmetall e Northrop Grumman cooperarão em munição de artilharia de alcance aprimorado

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Artilharia

Foto: Defence Blog.

O grupo de defesa alemão Rheinmetall anunciou nesta terça-feira que formalizou um acordo com a gigante da defesa norte-americana Northrop Grumman para cooperar no campo da munição de artilharia guiada de precisão de alcance avançado.

De acordo com um comunicado à imprensa do grupo, a subsidiária sul-africana da Rheinmetall, Rheinmetall Denel Munition e a Northrop Grumman assinaram um acordo de parceria estratégica de 10 anos para esse efeito em fevereiro de 2021. Durante este período, as duas empresas planejam cooperar juntas para oferecer soluções voltadas para o futuro tecnologia de munições para o mercado internacional, incluindo os Estados Unidos, para apoiar futuras operações de artilharia.

A parceria se concentrará, acima de tudo, em conseguir um tiro de artilharia de 155 mm de alcance aprimorado equipado com um kit de orientação de precisão M1156 integrado (PGK), bem como no desenvolvimento de um novo projétil de 155 mm com um sistema de propulsão integrado aprimorado.

Em serviço com várias forças armadas, o M1156 PGK é um meio barato e imediatamente disponível de aumentar a precisão dos tipos existentes de munição de artilharia. Em combinação com o projétil V-LAP de Rheinmetall, que atualmente atinge o maior alcance máximo de qualquer projétil de artilharia convencional, o M1156 PGK resulta em uma solução rapidamente disponível, comprovada em várias operações de combate, para munições guiadas de precisão de longo alcance. O maior alcance já alcançado por um projétil de artilharia convencional é atualmente de 76 quilômetros, alcançado em 2019 no campo de teste de Alkantpan com um Memorando de Entendimento da Balística Conjunta não-OTAN (JBMOU) de arma de calibre 52 e projétil RDM de 155 mm.

As forças armadas de mais de doze nações agora usam munição de artilharia Rheinmetall da África do Sul de alcance aprimorado. A integração de tecnologias testadas e comprovadas resulta em um rápido aumento nas capacidades e no poder de combate. Além disso, outras nações da OTAN e não usuários do JBMOU podem adotar esta solução com base no portfólio de artilharia existente da Rheinmetall.

A Rheinmetall e a Northrop Grumman conduziram testes das variantes do projétil V-LAP e PGK na África do Sul no início de 2021, e pretendem demonstrar isso mais tarde no campo de testes do Exército dos EUA em Yuma, no Arizona.

Fonte: Defence Blog.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também