Colômbia protesta por violação do seu espaço aéreo pela Rússia

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
A Ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum (Foto: Mauricio Dueñas Castaneda/EPA-EFE).

A Ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum (Foto: Mauricio Dueñas Castaneda/EPA-EFE).

O governo colombiano decidiu enviar uma nota de protesto ao embaixador russo na Colômbia, Nikolai Tavdumadze, sobre um avião russo que violou o espaço aéreo da república, informou a chanceler colombiana Claudia Blum na segunda-feira.

“Em nome do governo [da Colômbia], o Ministério das Relações Exteriores enviou uma nota oficial ao Embaixador da Rússia em Bogotá, na qual expressou forte protesto sobre a situação com um avião russo que violou o espaço aéreo da Colômbia em 19 de abril”, afirmou Blum. Sua mensagem em vídeo foi publicada no Twitter do ministério.

A ministra destacou que as aeronaves russas violam repetidamente as condições de autorização de voo estabelecidas pela Colômbia. “O Embaixador Tavdumadze foi informado da importância de uma resposta rápida do governo russo que garanta que as violações graves e sistemáticas do espaço aéreo da Colômbia não se repitam”, frisou Blum.

O embaixador russo confirmou à Tass que foi convocado pelo Ministério das Relações Exteriores colombiano para uma discussão com a ministra.

Mais cedo, representantes da Força Aérea Colombiana informaram que enviaram uma equipe de interceptadores em resposta a um avião russo Il-96 que violava o espaço aéreo do país. Segundo a Força Aérea, o avião tinha autorização para sobrevoar o território colombiano, mas entrou no espaço aéreo da república por uma zona diferente da permitida.

Fonte: Tass.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também