Gazprom determina rota ideal de gasoduto para a China via Mongólia; estudo comprova relação custo-benefício

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Gasoduto

Foto: Vestnik Kavkaza.

A Gazprom identificou a rota ideal para o gasoduto Soyuz-Vostok via Mongólia para a China; um estudo de pré-viabilidade comprovou sua relação custo-benefício.

O gigante russo do gás disse em um comunicado que o estudo de pré-viabilidade foi aprovado como parte de uma análise abrangente do projeto de fornecimento de gás à China via Mongólia.

O gasoduto Soyuz-Vostok passará pela Mongólia e será uma continuação do gasoduto Russian Power of Siberia 2.

O estudo de pré-viabilidade determina a rota ótima da rota do gasoduto através do território da Mongólia, seu comprimento, diâmetro, pressão operacional e o número de estações compressoras. Os indicadores de desenho preliminar mostram a eficácia econômica necessária para a implementação do projeto.

O estudo de viabilidade completo do projeto, que detalhará os investimentos e despesas operacionais, deve ficar pronto até o final do ano, conforme estipula em seu plano de ação o grupo de trabalho conjunto formado pela Gazprom e pelo governo da Mongólia. A empresa de propósito específico Soyuz Vostok Gas Pipeline está trabalhando no estudo.

Fonte: Interfax.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a ChinaCurso de InteligênciaCurso sobre a RússiaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também