Lavrov: ONU teve grande sucesso na resolução de conflitos em todo o mundo

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Contingente de Pacificadores do Nepal chega a Juba para a Missão da ONU no Sudão do Sul em 4 de fevereiro de 2014 (Foto: Isaac Billy/ONU).

Contingente de Pacificadores do Nepal chega a Juba para a Missão da ONU no Sudão do Sul em 4 de fevereiro de 2014 (Foto: Isaac Billy/ONU).

As Nações Unidas continuam tendo muito sucesso na resolução de conflitos em todo o mundo, disse o ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, em uma entrevista ao jornal Pakistan News International.

“Assim como há 75 anos, a ONU é a ‘pedra angular’ da arquitetura jurídica internacional e seu Conselho de Segurança tem a responsabilidade primária de manter a paz e a segurança internacionais”, disse ele. “Apesar dos desafios crescentes, a ONU como um todo cumpre com sucesso suas responsabilidades de resolver conflitos”.

“Como exemplo, posso citar mais de dez operações de paz atualmente implantadas em várias partes do mundo. Mesmo em meio às dificuldades causadas pela pandemia, os Capacetes Azuis continuam cumprindo seu dever com dignidade”, acrescentou o principal diplomata da Rússia.

Lavrov prosseguiu dizendo que a Rússia, como membro fundador da ONU e membro permanente do Conselho de Segurança, defende o fortalecimento do papel central da organização nos assuntos globais.

“Nossa prioridade constante é contribuir para a formação de uma ordem mundial multipolar mais justa e democrática. Ela deve se basear na Carta das Nações Unidas e não em conceitos duvidosos como a ‘ordem baseada em regras’ promovida por Washington e seus aliados”, disse ele.

Fonte: Tass.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

2 comentários

  1. Perfeito Lavrov.
    Difícil é convencer Biden de que os EEUU não são donos do mundo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também