Kuleba: Militares ucranianos no Donbass só abrirão fogo se forem atacados

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Foto: UNIAN.

Foto: UNIAN.

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, disse que as Forças Armadas da Ucrânia só abrirão fogo em Donbass se houver uma ameaça ou ataque de tropas inimigas.

“Quero ser absolutamente claro: a Ucrânia não quer a guerra. Não buscamos uma escalada, estamos comprometidos com uma solução política e diplomática para este conflito. Abriremos fogo apenas se houver uma ameaça às nossas tropas no terreno ou se eles forem atacados”, disse ele ao jornal online francês Libération em uma entrevista, conforme relatado pelo canal de notícias online ucraniano Obozrevatel.

Kuleba acrescentou que a Ucrânia saudou um cessar-fogo abrangente introduzido em 27 de julho de 2020. Segundo ele, funcionou bem até dezembro de 2020, mas então “algo mudou em Moscou”.

“Quanto a nós, não estamos engajados em nenhuma preparação para uma ofensiva, exceto em rotações militares de rotina. Mas se um de nossos soldados for morto, temos o direito de nos defender”, disse o ministro das Relações Exteriores.

Fonte: Uniam.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também