Tass: o que diz a mídia sobre a Turquia e o conflito na Síria

B-Top-720x75px-V-Unit.jpg

Albert-VF1 Por Albert Caballé Marimón*

Baixar-PDF


Apoie o Velho General: contribua com a manutenção do blog, conheça as opções.


Capa-PDF.jpg
Imagem: News 8 / WTNH.com

Um apanhado da TASS, agência de notícias da Rússia, sobre o que diversos veículos de mídia e analistas locais estão publicando sobre a Turquia e o conflito na Síria em meio às crescentes tensões na província de Idlib.


Da Agência TASS


A Rússia tem tentado abandonar sua parceria tática com a Turquia na Síria, contrabalançando-a via cooperação com os estados do Golfo, escreveu o Al-Monitor, enfatizando que Moscou intensificou os contatos com vários países árabes. As razões por trás disso podem ser diferenças irreconciliáveis ​​entre a Rússia e a Turquia na província de Idlib, na Síria, controlada pela oposição pró-turca e pelos terroristas. As monarquias árabes, com exceção do Catar, são os principais rivais geopolíticos da Turquia e qualquer movimento para intensificar os contatos, especialmente em meio às crescentes tensões em Idlib, pode dar origem a suspeitas de que Moscou esteja buscando um contrapeso ao seu aliado turco, escreve o Nezavisimaya Gazeta.

O especialista do Conselho de Assuntos Internacionais da Rússia, Anton Mardasov, acredita que Moscou tem os recursos para reequilibrar as forças, mas precisa mudar as regras do jogo na Síria. “Primeiro, era importante que o Kremlin galvanizasse os esforços da Turquia em Idlib. Não havia outro meio de forçá-lo a interferir, a não ser aumentar as apostas. Segundo, Moscou está interessada em enfraquecer a oposição da Síria e quer ainda mais que Damasco reconheça o limites de suas capacidades: as unidades de Assad são impotentes sem o apoio direto da Rússia”, afirmou o analista. Isso significa que a Rússia poderia usar essa situação para obter maior lealdade do presidente Bashar al-Assad, observou Mardasov. “Terceiro, distanciar-se da Turquia em Idlib permite à Rússia levar em conta a opinião das monarquias árabes, que buscam conter o Irã e a Turquia”, destacou.

Todos os homens do Kremlin: Os bastidores do poder na Rússia de Vladimir Putin por [Zygar, Mikhail] LIVRO RECOMENDADO:

Todos os homens do Kremlin: Os bastidores do poder na Rússia de Vladimir Putin

  • Mikhail Zygar (Autor)
  • Em português
  • Versões eBook Kindle e Capa Comum

Segundo o especialista militar Yuri Netkachev, Ancara não tem motivos para brigar com Moscou por Idlib. “Primeiro, a participação ativa dos militares turcos na guerra síria e suas perdas já foram criticadas pelos políticos do país e por sua sociedade”. Além disso, os turcos têm um grande interesse econômico na Rússia no que diz respeito ao comércio agrícola, turismo, projetos de energia e cooperação militar e técnica. “Tudo isso finalmente os encoraja a procurar um compromisso”.

O cientista político russo Fyodor Lukyanov disse à Vedomosti que uma guerra russo-turca é impossível, observando que o comportamento de Moscou e Ancara aponta para isso. “Uma guerra provocaria consequências devastadoras para os dois lados, e é por isso que isso é descartado. Não sabemos ao certo quem realizou o ataque [às forças armadas turcas], mas todos enfatizam cuidadosamente que esse era o regime sírio e isso mostra que ninguém está interessado em nenhuma escalada russo-turca”.

A única forma de resolver as questões desafiadoras em Idlib é manter conversas cara a cara entre os líderes russo e turco, escreve o Izvestia. De acordo com ambos os lados, Vladimir Putin e Recep Erdogan planejam se reunir em Moscou em 5 ou 6 de março. Enes Bayrakli, especialista do think tank turco SETA, acredita que os dois líderes têm todas as chances de resolver a crise de Idlib.

Banner-loja-02.jpg


*Albert Caballé Marimón possui formação superior em marketing, é fotógrafo profissional e editor do blog Velho General. Já atuou na cobertura de eventos como a Feira LAAD, o Exercício CRUZEX e a Operação Acolhida. É colaborador da revista Tecnologia & Defesa e do Canal Arte da Guerra, onde, entre outras atividades, mantém uma resenha semanal de filmes e documentários militares. Entre suas atividades, já proferiu palestras para os cadetes da Academia da Força Aérea. Pode ser contatado através do e-mail caballe@gmail.com.


 

Um comentário sobre “Tass: o que diz a mídia sobre a Turquia e o conflito na Síria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s