Nas monarquias árabes, o absolutismo pode estar diminuindo

As oito monarquias do mundo árabe estão entre as últimas monarquias absolutistas remanescentes na Terra. Em alguns aspectos, eles se mostraram surpreendentemente duráveis. Em comparação com as repúblicas árabes, Jordânia, Marrocos e os seis países do GCC (Gulf Cooperation Council, Conselho de Cooperação do Golfo) – Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Omã, Qatar, Bahrein e Kuwait – escaparam dos levantes da Primavera Árabe relativamente imperturbáveis. Mas alguns dos reinos árabes também estão enfrentando novos desafios que ameaçam encerrar décadas de governo monárquico.

Saladino

Saladino, nobre guerreiro curdo, foi o mais destacado líder político e militar muçulmano na época das Cruzadas. Responsável pela retomada de Jerusalém, era amado pelos muçulmanos e, apesar de sua firmeza e oposição feroz aos cruzados, era respeitado por seus inimigos devido à forma justa e honrada com que tratava a todos.