PASEO XLR da Safran escolhido para equipar as futuras fragatas brasileiras

Imagem: Safran.

Equipamento pode identificar pequenas embarcações fabricadas com materiais invisíveis às ondas de radar; é particularmente útil em contextos assimétricos onde navios da linha de frente operam perto da costa e podem ser cercados por pequenos barcos com intenções desconhecidas.

ABIMDE apresenta atuação de empresas brasileiras na fabricação de submarinos

Em webinar promovido pela ABIMDE em parceria com a Marinha do Brasil, empresas brasileiras apresentaram e analisaram casos de sucesso na produção dos submarinos S-BR e SN-BR.

Marinha: Nota sobre as demissões na ICN

A expectativa é a de que as demissões anunciadas não acarretem impactos no cronograma corrente do PROSUB.

NAM Atlântico alcança marca de dois mil pousos a bordo

Pouso nº 2.000 observado pelo OVN – Óculos de Visão Noturna (Foto: Marinha do Brasil).

Entre as conquistas, destacam-se o ressurgimento da aviação embarcada na Força Naval e a homologação do navio para operações aéreas noturnas com utilização de OVN.

Marinha dá início à Operação “ADEREX-Aeronaval I/2021”

Serão realizadas operações de esclarecimento e ataque, de superfície, aeronavais e de defesa aeroespacial, a fim de elevar o grau de adestramento dos meios da Esquadra.

ADEREX-URANO/2021 proporcionará adestramento à Força Aeronaval e contribuirá para o incremento de ações conjuntas entre as Forças Armadas

Exercício contará com a presença de aeronaves de asa rotativa da Força Aeronaval, da Força Aérea Brasileira e do Exército Brasileiro. Será mais uma oportunidade para incrementar a interoperabilidade entre as Forças Armadas.

Navio-Patrulha Oceânico “Araguari” atraca em Walvis Bay durante “Obangame Express – 2021”

Foi realizado um exercício marítimo conjunto envolvendo o Araguari, da Marinha do Brasil, e o navio-patrulha Brendan Simbwaye, da Marinha da Namíbia.

Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha preside 3ª Reunião do Conselho Curador da ABDAN

Eventos como esse contribuem para o avanço do Programa Nuclear da Marinha e, no sentido mais amplo, do Programa Nuclear Brasileiro.

Os A-4 da Força Aérea do Kuwait na Guerra do Golfo

Após dois dias de intensos combates durante a invasão iraquiana do Kuwait, as forças kuwaitianas foram derrotadas. No entanto, muitos pilotos conseguiram escapar para a Arábia Saudita levando suas aeronaves e puderam retornar ao combate posteriormente. Entre essas aeronaves, estavam os McDonnell Douglas A-4KU e TA-4KU Skyhawk, alguns dos quais voam hoje no Esquadrão VF-1 da Marinha do Brasil.

Submarino Tupi recebe submarinista da Marinha dos EUA

Evento é parte do Plano de Engajamento entre as Forças de Submarinos dos dois países, objetivando incrementar a interoperabilidade das Marinhas.