Desestabilização: a atual ameaça à ordem pública brasileira

Quando se trata de desestabilizar um regime de governo, as forças opositoras podem lançar mão de diversos estratagemas, muitas vezes pouco conhecidos do grande público, que vão desde a criação de narrativas até a infiltração de agentes com os mais diversos objetivos. Cabe às forças de segurança trabalhar com inteligência no sentido de prever esses movimentos e evitar as armadilhas.

Inteligência Cultural: novos parâmetros na formação do oficial ante a nova geração de conflitos

Após um prolongado predomínio das disciplinas da área de exatas e tecnológicas, o alvorecer do século XXI parece apontar uma tendência ao resgate das Ciências Humanas na educação militar.

Atuação das Forças de Segurança Pública no contexto das Guerras de 4ª Geração

No atual contexto de atuação das forças de segurança pública, uma vitória tática, se não for obtida dentro de determinados parâmetros, pode significar uma derrota danosa para toda uma instituição. A informação é mais importante do que nunca, e os policiais que não entenderem as mudanças em curso contribuirão com as narrativas de correntes minoritárias que visam a desestabilização social e o fim da instituição policial.

Guerra Assimétrica Reversa: Um Estudo Sobre a Exteriorização Fenomenológica da Assimetria Reversa nos Conflitos Contemporâneos

Reis Friede analisa a Assimetria Reversa como elemento de limitação do emprego do poder militar no campo de batalha e no contexto dos conflitos bélicos de quarta geração.