Democratas querem gastar mais do que Biden na aquisição de armas

O contratorpedeiro americano USS John S. McCain com navios da Marinha Real Australiana e da Força de Autodefesa Marítima do Japão no Mar do Sul da China para um exercícios em 19 de outubro de 2020 (Foto: US Navy).

A legislação provavelmente desencadeará debate partidário, como pontos o fechamento de Guantánamo, a exigência de pagamento de salário mínimo pelas empreiteiras de defesa, e a negativa de apoio às operações militares ofensivas no Iêmen.

Saab recebe pedido de soluções de treinamento de combate da Holanda

Foto: Saab.

O Centro de Treinamento de Combate Móvel inclui o recurso “Mortar and Forward Observer”, uma mistura entre treinamento vivo e virtual.

Ministro da Defesa de Israel ordena prontidão para operações do Irã

O general Mark Milley e o tenente-general Aviv Kochavi no Pentágono (Foto: Breaking Defense).

Um dos fatores por trás da medida é que depois que o presidente Ebrahim Raisi assumir em agosto, formará um novo conselho de segurança que deverá obedecer totalmente às suas ordens.

Radar Semanal 11/06/21

Exercício de fogo real da Marinha chinesa no Mar da China Oriental em agosto de 2020 (Foto: Navy.81.cn).

O Radar desta semana traz uma advertência da DW, afirmando que uma corrida armamentista de IA já está em andamento; em artigo da Anadolu, analista afirma que Israel está usando os escassos recursos hídricos da região como arma política; uma análise da Foreign Affairs diz que os EUA não estão preparados para uma guerra com a China; e reportagem do SCMP avalia que uma guerra China-EUA poderia começar devido a um acidente.

Presidente da ABIMDE irá palestrar em curso sobre economia e planejamento de Defesa

Foto: ABIMDE.

O curso tem como objetivo promover a compreensão das relações entre Economia e Planejamento de Defesa, bem como a importância da Base Industrial de Defesa e Segurança.

Departamento de Defesa dos EUA conclui força-tarefa da China e mantém recomendações em sigilo

O presidente dos EUA, Joe Biden, dirige-se a militares americanos na RAF Mildenhall na Grã-Bretanha na quarta-feira 9 de junho (Foto: AP).

O porta-voz do Pentágono disse que o objetivo da força-tarefa foi determinar a melhor estratégia para lidar com a China; ao que se sabe, algumas recomendações envolvem mais educação e proficiência sobre o país.

Política identitária e teoria racial crítica não tem lugar nas forças armadas dos EUA

O então vice-almirante da U.S. Navy, Michael M. Gilday, testemunha perante o Comitê de Serviços Armados do Senado dos EUA em 31 de julho de 2019 em Washington, D.C. (Foto: Win McNamee/Getty).

A beleza do serviço militar é que o objetivo uniforme e comum suplanta o agrupamento por identidades individuais de cor, classe, gênero ou religião. A teoria crítica da raça levaria os militares na direção errada ao desfazer décadas, ou mesmo séculos, de trabalho para promover uma cultura centrada em equipe.

O controle do “politicamente correto” sobre as forças armadas americanas é perigoso

Fuzileiros do 11º Batalhão de Logística de Combate do 1º Grupo de Logística dos Fuzileiros Navais dos EUA, observam o pôr do sol na praia em Camp Pendleton, Califórnia (Foto: Adam Dublinske/US Marine Corps).

O tenente-coronel Matthew Lohmeier foi demitido de seu posto após críticas à teoria racial. A demissão chamou a atenção para a aparente intenção do governo de introduzir ideologias marxistas equivocadas e altamente inflamatórias nas fileiras militares. O impulso implacável para impor a conformidade aos militares com uma narrativa preferencialmente esquerdista é preocupante.

Radar Semanal 28/05/2021

Paraquedista do Exército dos EUA designado para o 2º Batalhão, Regimento de Infantaria de Pára-quedistas 503 entra em contato com sua equipe durante um treinamento em 15 de abril de 2021 (Foto: Giovanny Lopez/US Army).

Nesta edição, o Radar Semanal traz uma análise sobre os custos da atualização da deterrência nuclear francesa; apresenta uma matéria sobre uma “misteriosa” base sendo construída numa ilha ao largo do Iêmen; uma avaliação de que o retorno ao JCPOA pode ser vantajoso para o Irã; e uma (auto) crítica pertinente aos rumos que os Estados Unidos vem tomando em relação a suas forças armadas

Putin diz que exército russo deve ser compacto, mas eficiente

Foto: Sergei Ilyin/Escritório de Informação e Imprensa da Presidência da Rússia/Tass.

Durante reunião sobre Defesa, o presidente russo também observou que é necessário um número maior de aviões de transporte militar e helicópteros para as Forças Armadas Russas.