Guerra na Ucrânia: Mapas de Situação

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
AS/Prisa.

AS/Prisa.

Em 24 de fevereiro de 2022, a Rússia lançou uma operação militar em larga escala contra a Ucrânia, seu vizinho a sudoeste, que na prática é uma escalada do conflito iniciado em 2014.

Estes são mapas da situação de acordo com a avaliação do Ministério das Forças Armadas da França, que, diante de um comparativo com diversos mapas similares, consideramos que parece refletir a situação em campo. É importante notar que servem apenas apenas para dar uma idéia visual da evolução da situação. Não devem ser considerados exatos, já que podem haver alterações devido à dinâmica dos eventos, além dos interesses políticos do país que os divulga, que também podem afetar a acurácia das informações disponibilizadas ao público.

O Velho General vai procurar atualizar estes mapas conforme a disponibilidade de informações.

Notas

Em 3 e 4 de abril, foram usados os mapas da Inteligência da Defesa Britânica, devido à falta de atualizações do ministério francês.

Em 2 de maio, o ministério francês não publicou atualização; neste caso, o mapa foi adaptado pelo VG utilizando informações da BBC.


Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França e BBC (Tradução e adaptação: Velho General). OBS: O ministério francês não atualizou seu mapa até às 12h20 de 3 de maio.

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General). Nota: nesta data o ministério francês reduziu as informações disponibilizadas no mapa.

Fonte: Inteligência da Defesa Britânica (Tradução: Velho General).

Fonte: Inteligência da Defesa Britânica (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General). Nota: nesta data o ministério francês reduziu as informações disponibilizadas no mapa.

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Fonte: Ministério das Forças Armadas da França (Tradução: Velho General).

Ministério das Forças Armadas da França.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

7 comentários

  1. O que a Russia está fazendo, atacando a população Ucraniana é expulsando seus nacionais. Muito provavelmente teremos um êxodo grande, principalmente junto a população mais bem posicionada. Após esse êxodo forçado, provavelmente teremos, ou teríamos caso não dê certo, a Ucrânia o ocupada por uma população predominante russa.
    Isso é minha impressão particular, e estou admitindo que também posso estar equivocado

  2. A Rússia nunca é nunca será confiável uma nação sofrida e o seu povo sofrido sempre nas mãos de ditadores sanguinários

  3. O que percebo nessa guerra é a antecipação do Putin, ele é estrategista e isso foi planejado de longa data. Putin sempre esconde suas reais intenções, não vai permitir a ingerência do ocidente, leia-se (USA), plantando perigo eminente ao seu povo. Não concordo com a guerra, mas sou obrigado a considerar Putin um grande estrategista, e ademais, não gosto da política americana de interferência em países com intuito apenas de. Manter seu imperialismo global.

  4. 30/4 para quem está perdendo os russos até que não estão mal. no olhometro parece que quase 1/3 do territorio ucraniano já está sob dominio da federação russa.
    Comparando com o mapa de 22/3 a diferença é nitida.

  5. Soldado checheno em Mariupol relembra momento em que viu o verdadeiro rosto do Batalhão Azov

    Uma mãe com seu filho correu para fora, e estávamos olhando através de binóculos. Não podiamos invadir, não podiamos entrar, não podiamos fazer nada. E então eles atiram na mãe, na coluna dela. A mãe caiu… e gritamos para a criança: “CORRA!!! CORRA!!!” de todos os lados. A criança congelou, sem entender o que fazer. Por um lado ele queria correr, mas por outro ele queria ajudar sua mãe. E então, de repente, a cabeça dele…, imagine isso, a CABEÇA dessa criança foi baleada por essa escória, essa BESTA malvada.

    https://sakerlatam.es/ucrania/soldado-checheno-em-mariupol-relembra-momento-em-que-viu-o-verdadeiro-rosto-do-batalhao-azov/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

V-UnitCanal do Velho GeneralHackerSecPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisPrograma Café com Defesa

Veja também