Comando Espacial dos EUA rastreia foguete chinês descontrolado na reentrada em órbita

Foguete Longa Marcha-5B Y2 com o módulo central da estação espacial chinesa Tianhe, decola do Centro de Lançamento Espacial de Wenchang, em Hainan, China, em 29 de abril de 2021 (Foto: China Daily/Reuters).

Astrofísico de Harvard disse que detritos potencialmente perigosos provavelmente escaparão da incineração após entrarem na atmosfera, mas provavelmente cairão no mar.

China lança módulo chave da estação espacial planejada para 2022

Visitantes perto de tela gigante com imagens da estação espacial Tianhe em exposição que mostra o desenvolvimento da exploração espacial chinesa no Museu de Ciência e Tecnologia da China em Pequim (Foto: Tingshu Wang/Reuters).

A China pretende se tornar uma grande potência espacial até 2030 e intensificou seu programa espacial com visitas à Lua, lançamento de uma sonda não tripulada para Marte e a construção de sua própria estação espacial.

Espiões Espaciais Parte I: Um diamante em órbita

Imagem: Alexandra/Pixabay.

Na década de 1960, a Guerra Fria estava a pleno vapor. Não surpreende que a exploração do espaço se apresentou como um território importantíssimo para operações militares.