Ministério das Relações Exteriores da China apela à OMS para tratar de possíveis vazamentos de coronavírus em laboratórios dos EUA

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying (Foto: Tingshu Wang/Reuters).

De acordo com o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, as autoridades chinesas estão prontas para continuar a cooperação com a OMS para determinar a origem do vírus.

ABIMDE recebe delegações e amplia conexões na IDEX 2021

O destaque do terceiro dia de evento foi a visita da delegação do Egito, cujos integrantes vieram conhecer os produtos e serviços e fazer negócios com as empresas da Base Industrial de Defesa e Segurança.

Radar Semanal 22/01/2021

Entre outros assuntos, Biden quer prorrogar o START; Uma análise da Rússia de Putin; novas doutrinas integrando os Marines, a US Navy e a USAF; uso de inteligência artificial no U-2; Fotos de satélite mostram expansão da marinha chinesa na área do Mar do Sul da China; artigos analisam a questão do Ártico.

O caos em Manaus e as medidas de Mobilização Nacional

Estamos vivendo uma pandemia em que as medidas de gestão são de Mobilização Nacional, porém sem a decretação do Sistema Nacional de Mobilização (SINAMOB). Isso não importa. O que importa é o ato de mitigar o problema que se afigura.

Retrospectiva 2020

2020 foi um ano difícil. Além das guerras e questões geopolíticas que, desde sempre, moldam a história da humanidade, a pandemia da COVID-19 acabou se tornando um agravante em diversos aspectos, desde sanitários até políticos. Para o Velho General, foi um ano de muito trabalho e crescimento.

O dilema de Biden

Apesar da euforia entre os democratas americanos e setores da esquerda com a possibilidade de vitória do candidato Joe Biden nas eleições americanas, a vida de um Biden presidente não deverá ser fácil. Com cerca de metade do país tendo votado em Donald Trump, Biden provavelmente enfrentará os mesmos problemas do antecessor.

Radar Semanal 25/09/2020

O primeiro voo do Gripen no Brasil foi noticiado na imprensa internacional especializada. A Defense One diz que o contrato de US$ 13 bilhões da USAF com a Northrop Grumman para novos mísseis balísticos levanta dúvidas, e a Defense News noticia que o Pentágono visa uma esquadra de 500 navios. A Associated Press traz a troca de farpas entre EUA, Rússia e China na ONU, devido à Covid-19, e Putin parece estar ampliando sua atividade militar na Bielorrússia.

Logística nacional no pós pandemia

A pandemia do COVID-19 evidenciou a dependência logística do planeta em relação à China, que ao descumprir prazos e transparecer tentativas de obter vantagens em meio à uma crise humanitária global, gerou uma quebra de confiança fundamental para a manutenção de qualquer relacionamento comercial.

As relações cada vez mais tensas entre EUA e China

As recentes ordens de fechamento dos consulados chinês e americano em Houston e Chengdu, respectivamente, são apenas mais um degrau na escalada de tensões entre os dois países. A disputa entre ambos se intensifica, os interesses envolvidos são enormes e um eventual desequilíbrio mais sério não interessa a ninguém, mas a espiral conflituosa é ascendente e as chances de algo escapar ao controle são cada vez maiores.

O vírus e a geopolítica

A crise provocada pelo coronavírus e a decretação de estado de pandemia é provavelmente a primeira dessa natureza e proporções que o mundo enfrenta na era das redes sociais. Além das questões envolvendo comunicação, desinformação e propagação de fake news, a crise tem também potencial para acelerador mudanças geopolíticas em curso, especialmente envolvendo a competição entre a China e os EUA.