Taiwan vai comprar mísseis PAC3 atualizados, a serem implantados em 2026

Veículos de lançamento de mísseis PAC-3 fotografados em Taipé durante exercício anual em 2019 (Foto: CNA).

Taiwan decidiu comprar uma versão atualizada do Patriot para conter a crescente ameaça da China contra o país.

EUA estariam preocupados pela China estar pronta para “flertar com ideia de unificar” Taiwan

Formação da marinha chinesa (Foto: Li Gang/AP/Xinhua).

Embora os EUA não questionem oficialmente que Taiwan faz parte da China, Washington tem aumentado atividade naval no Estreito de Taiwan sob pretexto de garantir a livre passagem.

A disputa de EUA e China pela hegemonia global

No início dos anos 1970, sob a liderança do secretário de estado Henry Kissinger e do presidente Richard Nixon, os EUA se aproximaram da China, visando afastar o país asiático da influência da União Soviética. Desde então o Dragão vem crescendo econômica e militarmente, expandindo sua influência e agora ameaça a hegemonia dos EUA.

A tragédia anunciada de Taiwan

Deixando de lado questões políticas e atendo-se apenas a uma avaliação militar, a retomada de Taiwan pela China Continental é meramente uma questão de tempo. Este artigo mostra, de forma qualitativa, quantitativa e através de análises comparativas com outros países, que, ao longo dos anos, Taiwan vem negligenciando sua defesa, confiando de forma excessiva nas garantias de segurança dos EUA.

A República Popular da China

Este extenso e acurado ensaio demonstra que, apesar das muitas preocupações com o renascimento do “Império Russo” liderado pelo presidente Vladimir Putin, no contexto de um mundo multipolarizado que está se formando a maior ameaça à liderança dos Estados Unidos parte principalmente da China, liderada por Xi Jinping.