Guerras Brasílicas do século XXI: soluções táticas nas pequenas frações

O combate às facções criminosas é uma experiência importantíssima no desenvolvimento de técnicas, táticas e procedimentos frente aos desafios representados por novas ameaças e atores. As tropas brasileiras demonstraram astúcia e flexibilidade na adaptação a esse desafio, e sua flexibilidade remonta às Guerras Brasílicas da história colonial. Continuar lendo Guerras Brasílicas do século XXI: soluções táticas nas pequenas frações

Sun Tzu e a Guerra do Paraguai

A Guerra do Paraguai, travada entre o Paraguai de Solano Lopez e a Tríplice Aliança, formada por Brasil, Argentina e Uruguai, dizimou aquele país. Nela se destacaram alguns importantes líderes militares dos três aliados; a guerra terminou 150 anos atrás; mas o que diria Sun Tzu, que viveu há 2.500 anos, a esses líderes, se assistisse ao conflito? Continuar lendo Sun Tzu e a Guerra do Paraguai

Mobilização Nacional e a Pandemia do Novo Coronavírus

Embora seja um evento eminentemente de saúde pública, uma pandemia nos moldes do atual COVID-19 requer conhecimento consistente em gestão e coordenação, além de excelentes capacidades logística e de mobilização nacional. O SINAMOB (Sistema Nacional de Mobilização) tem a resposta para emergências desta natureza. Continuar lendo Mobilização Nacional e a Pandemia do Novo Coronavírus

Legitimidade, Estabilidade e Legalidade, nessa ordem

Enfrentar o atraso e os antivalores requer sabedoria, visão estratégica, equilíbrio e inteligência emocional, bem como dar exemplos de temperança e cidadania. Na crise atual, desprezar a manobra indireta e bater de frente contra adversários poderosos é dar munição para as lideranças carcomidas da velha política e seus aliados, expondo a autoridade do cargo a contestações e colocando em risco a unidade política e a paz social. Continuar lendo Legitimidade, Estabilidade e Legalidade, nessa ordem

O descarte dos Cães de Guerra

Com o fim do regime militar em 1985 e a ascensão da esquerda ao poder, teve início um processo de “esvaziamento” do entendimento da Lei da Anistia e o aparelhamento da imprensa e da academia. A chamada Comissão da Verdade, em tese criada para apurar violações dos direitos humanos entre 1946 e 1988, foi formada inteiramente por militantes de esquerda concentrou-se apenas no período do regime militar. Longe de atuar com isenção, teve por objetivo colocar no banco dos réus apenas um lado. Continuar lendo O descarte dos Cães de Guerra