Marinha seleciona Melhor Oferta para o Projeto “Navio de Apoio Antártico”

Navio de Apoio Oceanográfico (NApOc) Ary Rongel H-44 (Foto: Marinha do Brasil/Wikimedia Commons/CC BY-SA 2.0).

O novo Navio de Apoio Antártico (NApAnt) substituirá o Navio de Apoio Oceanográfico (NApOc) “Ary Rongel” (H-44), que, em função da sua idade, se aproxima do final do seu ciclo de vida.

Radar Semanal 08/10/21

Soldados da China e da Índia participam do exercício conjunto Hand-in-Hand 2018 realizado em Chengdu, na província de Sichuan, China (Reuters).

**Exclusivo Assinantes** Valor econômico do Ártico aumenta com derretimento do gelo; PLA vê cooperação militar Índia-EUA com preocupação, mas não considera a Índia grande ameaça; Signatários do JCPOA devem desenvolver plano B em relação ao Irã; China intensifica influência nos Bálcãs com a Iniciativa Belt and Road e levanta preocupações na Europa.

Chefe da Guarda Costeira dos EUA diz que é preciso maior presença em ambas as regiões polares

O cutter Healy, quebra-gelo polar da Guarda Costeira americana, transita pelas águas do sudeste do Alasca em 24 de novembro de 2018 (Foto: Kellen Browne/US Coast Guard).

Almirante disse que a China vem operando ao largo do Alasca por anos, e a Rússia está construindo uma frota cada vez maior de quebra-gelos para uso na Rota do Mar do Norte.

Putin emite pedido de entrega dos módulos de inverno da estação Vostok para a Antártica em 2021

A estação antiga envelheceu e está parcialmente coberta de neve. Apenas edifícios da década de 1980 ainda podem ser vistos na superfície. Além disso, a tecnologia está desatualizada (Foto: Alexey Ekaikin).

Com base na ordem do presidente, estão em andamento esforços para reformar a antiga estação antártica da Rússia; toda a infraestrutura da Vostok precisa ser substituída.

Radar Semanal 26/03/2021

Foto: Prefectura Naval Argentina.

Nesta edição do Radar, uma análise do SCMP sobre a união de China e Rússia frente às sanções americanas; artigo da Foreign Affairs avalia que a atual competição entre China e EUA, embora perigosa, não configura uma nova Guerra Fria; no Defense News, os exercícios militares greco-sauditas e possíveis impactos nas relações com os turcos; na Time, as estimativas dos impactos globais do bloqueio no Canal de Suez; e uma análise da expansão da influência chinesa na América do Sul, especialmente na Argentina, e a fraca reação dos EUA.