China pode enviar forças de paz ao Afeganistão após a saída das tropas dos EUA

Foto: Simon Song.

Joe Biden afirmou que as tropas americanas no Afeganistão serão removidas até setembro, e analistas dizem que Pequim está preocupada com o desenvolvimento de grupos terroristas se houver falta de estabilidade na região.

A Rússia não precisa de conselhos dos EUA sobre sua política no Afeganistão, afirma o enviado especial

O Enviado Presidencial Especial da Rússia para o Afeganistão, Zamir Kabulov (Foto: MFA Rússia).

O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou anteriormente que Washington havia solicitado que outros países “fizessem mais para trazer a paz ao Afeganistão”.

Talibã pode lançar ofensiva após decisão dos EUA de adiar a retirada das tropas

Militares americanos (Foto: Jalil Rezayee/EPA-EFE).

O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou em 14 de abril que o país iniciaria a retirada das tropas do Afeganistão em 1º de maio e concluiriam o processo até 11 de setembro deste ano.

Joe Biden: manter tropas dos EUA no Afeganistão depois do verão “não faz sentido para mim”

O presidente americano, Joe Biden (Foto: M. Kinnard/AP).

Após vinte anos de guerra, muitos criticam a retirada, especialmente porque as tropas deixarão o país independentemente de a situação de segurança lá se deteriorar.

Biden parece pronto para ampliar a presença das tropas dos EUA no Afeganistão

Nesta foto de arquivo de 28 de novembro de 2019, soldados armados montam guarda na carreata enquanto o presidente Donald Trump fala durante uma visita surpresa do Dia de Ação de Graças às tropas no Campo Aéreo de Bagram, Afeganistão (Foto: Alex Brandon/AP).

Militares argumentam que partir agora, com o Talibã em uma posição de força e o governo afegão frágil, arrisca a perda do que foi ganho em 20 anos de combates.

Advogados afegãos dizem que tropas holandesas não pouparam civis

Grupo de reconhecimento em Uruzgan, Afeganistão, em 2009 (Foto: SM Arnoud Schoor/Domínio Público).

Afegãos estão processando o estado holandês por compensação por crimes de guerra na província de Uruzgan, no Afeganistão.

Talibã adverte EUA contra extensão de presença militar

Militantes do Talibã (Foto: Ishtiaq Mahsud/AP).

O alerta chega no momento em que a Alemanha estende sua presença militar até 2022.

A única mulher no deserto: estudo de caso de diversidade

A sensibilidade feminina mostrou ao Exército dos EUA que diversidade não é sobre todos serem iguais, mas sobre aprender a tirar proveito das diferenças, trabalhar em equipe e preencher lacunas. Daniella Mestyanek, capitão da reserva do exército dos EUA, uma das primeiras mulheres a realizar missões de combate em um de seus dois períodos de serviço no Afeganistão, analisa sua experiência.

“Gerônimo E.K.I.A.”: a Operação Lança de Netuno

A Operação Lança de Netuno, que culminou com a morte de Osama Bin Laden, foi resultado de um planejamento extenso que sucedeu uma investigação complexa e repleta de incertezas e ambiguidades. Não há muitas informações oficiais sobre a missão e muitos aspectos permanecem desconhecidos. No entanto, com o passar do tempo diversos relatos vêm revelando pequenos detalhes que permitem especulações plausíveis a respeito da operação e dos meios empregados.

A missão aérea da operação que matou Osama Bin Laden

Douglas Englen, aviador do 160º SOAR, foi um dos planejadores, piloto e líder da parte aérea da Operação Lança de Netuno, que eliminou Osama Bin Laden no Paquistão em 2011. Recém-aposentado, Englen contou esta história em entrevista à jornalista e documentarista Alex Quade publicada no The Military Times. Neste artigo, apresentamos o relato da missão aérea da operação que matou o líder da Al-Qaeda.