Ucrânia: Fila para comprar um selo é maior do que para um iPhone

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Ihor Smilianskyi, CEO do correio ucraniano, segura os novos selos postais que imortalizam a famosa altercação na Ilha das Cobras entre forças russas e ucranianas (Valentyn Ogirenko/Reuters).

Ihor Smilianskyi, CEO do correio ucraniano, segura os novos selos postais que imortalizam a famosa altercação na Ilha das Cobras entre forças russas e ucranianas (Valentyn Ogirenko/Reuters).

O afundamento do cruzador russo “Moscou” com forte simbolismo por levar o nome da capital da Rússia, vem sendo muito bem aproveitado pelos ucranianos, alavancando o esforço de guerra do país.


Na última semana de fevereiro, quando entrei na Ucrânia para acompanhar o conflito em andamento, passei a ver a frase “Російський військовий корабель, до біса!” em vários lugares, o que me chamou atenção. Depois do terceiro dia, resolvi perguntar ao guia ucraniano qual era o significado. Ele contou a história do grupo de combate de fuzileiros navais ucranianos que ocupava a ilha Zmeiny (das Cobras).

Essa tropa teria sido arrasada pelo fogo naval do cruzador russo Москва (Moscou), após responder com essa frase ao incitamento à rendição, cujo significado é “Navio de guerra russo, foda-se”. Entretanto, posteriormente, surgiu outra versão de que os militares da ilha teriam sido capturados pelos russos e libertados em uma troca de prisioneiros. Roman Hrybov, o suposto combatente autor da frase, também teria sido condecorado pelo presidente ucraniano Volodymyr Zelensky.

A verdade é que a frase passou a ser uma espécie de mantra ucraniano contra o ocupante russo. Ao conversar com os ucranianos, fiquei com a impressão de que é uma forma de catarse coletiva após todas as atrocidades a que foram submetidos pelos russos. A Ucrânia foi subjugada a uma dominação forçada por séculos, inicialmente pelo Império Russo e depois, pela União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Na semana passada, foi divulgado o lançamento de um selo comemorativo na Ucrânia referente ao alegado bombardeamento do cruzador Москва. Esse novo selo postal de tempo de guerra foi apresentado pela agência de correios da Ucrânia. A imagem retrata um fuzileiro naval ucraniano na ilha de Zmeiny fazendo um gesto hostil, mostrando o dedo médio da mão direita e, ao fundo, no mar, o Москва, nau capitânia da frota russa no Mar Negro. Esse navio teria sido afundado em Sebastopol em 14 de abril de 2022 após um bombardeamento. O evento empolgou os ucranianos, que formaram longas filas nas agências postais para adquirir o selo.


O cruzador russo “Moscou” (The Moscow Times).

Especificações do “Moscou” (Wikipédia).

Segundo o filatelista brasileiro Fábio Pereira Ribeiro, esse evento atípico está sendo criticado por alguns segmentos de colecionadores. Isso porque não segue alguns dos padrões vigentes em relação à característica cultural e artística estabelecidos pela União Postal Universal, que congrega todos os países que emitem selos.

Entretanto, é necessário lembrar que em tempos de beligerância, as ações dos Estados passam a ser canalizadas para seu esforço de guerra. Nesse caso, o governo da Ucrânia decidiu aproveitar o fato como peça de propaganda para manter a população e as tropas com moral elevado. Devido ao cunho provocativo, estima-se que o selo deverá circular em vários países. Por causa da elevada procura, há reclamações de que já existe uma espécie de mercado negro em que o selo estaria sendo vendido por valores bem mais altos do que o pago nas agências postais ucranianas. Essa demanda provocou várias solicitações de que o selo seja vendido online.

Pela primeira vez na história, estamos vendo na Ucrânia uma fila para comprar um selo maior do que a fila para comprar um iPhone. Com isso, o governo daquele país espera arrecadar mais recursos para financiar o esforço de guerra. Em consequência do sucesso nas vendas, imagina-se que possa haver mais de uma edição do mesmo selo. O suposto ataque ao navio russo está sendo muito bem aproveitado pelos ucranianos na guerra informacional. Certamente, isso foi alavancado porque a embarcação possui o mesmo nome da capital da Rússia, o que confere forte simbolismo ao evento.

Publicado na CNN Portugal.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

1 comentário

  1. Excelente e esclarecedor artigo ! Sou filatelista também e interesso-me em comprar esse selo, tanto pelo simbolismo como pelo apoio a esse pais que sofre dura e covarde invasão !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

V-UnitCanal do Velho GeneralHackerSecPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisPrograma Café com Defesa

Veja também