Paquistaneses usaram centrais telefônicas ilegais para obter informações militares da Índia

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Foto: Travis Zimmerman/Pixabay.

Foto: Travis Zimmerman/Pixabay.

O telefonema de uma agência de inteligência paquistanesa para uma instalação do exército indiano no leste da Índia levou ao desmonte de uma central telefônica ilegal em Bengaluru, levantando dúvidas se sistemas semelhantes operam em outras partes do país, disseram autoridades na quinta-feira.

A rede foi desmontada pela ala de Inteligência Militar do Comando Sul do exército indiano, que interceptou uma ligação recebida algumas semanas antes. Durante a chamada, um agente do Paquistão perguntou detalhes da instalação enquanto se fazia passar por um oficial indiano sênior.

Em uma investigação mais aprofundada, o pessoal de inteligência descobriu que outros escritórios em várias instalações também estavam recebendo ligações solicitando detalhes.

A investigação levou à descoberta do esquema em que agentes de inteligência baseados no Paquistão exploravam centrais telefônicas ilegais para redirecionar ligações com cidadãos indianos para obter informações de instalações militares.


LIVRO RECOMENDADO

A Partição da Índia Britânica: A História e o Legado da Divisão do Raj Britânico entre Índia e Paquistão

  • Charles River Editors (Autor)
  • Em português
  • Kindle ou Capa comum

Agentes de inteligência do Paquistão adotaram técnicas de redirecionamento de chamadas de Voz sobre IP (VoIP) simulando números de telefone indianos comuns. Para executar esta operação, foram usadas SIM boxes que executam uma central telefônica ilegal paralela. Além disso, foram empregadas técnicas para evitar que um cartão SIM fosse bloqueado por provedores de serviço ou detectado por agências governamentais.

O esquema veio à tona depois que a célula anti-terror da Polícia de Bengaluru, com a ajuda da Inteligência Militar do Comando Sul, prendeu dois homens que administravam uma central telefônica ilegal, convertendo chamadas internacionais em locais, causando perda de receita e representando uma ameaça à segurança nacional.

Foram apreendidos trinta e dois dispositivos SIM Box, que podem usar 960 cartões SIM ao mesmo tempo. Após o término da chamada VoIP, a mesma chamada é gerada para o telefone de destino com o número aparecendo como o de um número indiano.

O exército indiano emitiu muitos avisos e elaborou procedimentos para evitar vazamentos por esse meio. No entanto, muitos funcionários civis ainda são vítimas do golpe.

Fonte: The Economic Times.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

traco

Veja também