Dólar será retirado da estrutura de fundo nacional russo

Compartilhe:
Ministro das Finanças da Rússia, Anton Siluanov (Foto: Anton Novoderezhkin/Tass.

Ministro das Finanças da Rússia, Anton Siluanov (Foto: Anton Novoderezhkin/Tass.

A Rússia planeja abandonar totalmente o dólar americano na estrutura do National Wealth Fund (NWF) e reduzir a participação da libra esterlina dentro de um mês, revelou o ministro das Finanças, Anton Siluanov, à margem do Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo na quinta-feira, acrescentando que aumentará a participação do euro e do yuan, adicionará o ouro, e a carteira de ienes japoneses permanecerá inalterada.

“Nós, assim como o Banco Central, decidimos reduzir os recursos do NWF investidos em ativos em dólares. A estrutura hoje tem cerca de 35% dos recursos do NWF investidos em dólares. Decidimos retirar integralmente os ativos em dólares, substituindo os investimentos em dólares por um aumento do euro e do ouro”, disse ele, acrescentando que a mudança para uma nova estrutura do NWF é esperada dentro de um mês.


LIVRO RECOMENDADO:

Todos os homens do Kremlin: Os bastidores do poder na Rússia de Vladimir Putin

• Mikhail Zygar (Autor)
• Em português
• Kindle ou Capa comum


“[Os investimentos] em dólares serão iguais a 0%; em euros, serão 40%; em yuan, 30%; em ouro 20%; e em libras e yuan, 5% cada. Substituímos os dólares com aumento de 5% em euros, ouro e yuans”, explicou o chefe de finanças.

“O Banco Central é o operador [nas compras de ouro]. Ele opera suas reservas de ouro e moeda e define a estrutura de seus ativos para o Fundo Nacional de Riqueza e a participação do Fundo Nacional de Riqueza nesses próprios ativos”, afirmou.

Atualmente, a participação do dólar e da moeda da UE no NWF é de 35%, com o yuan em 15%, a libra esterlina em 10% e o iene em 5%.

Fonte: Tass.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

V-UnitV-UnitPublicidade
AmazonPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisPrograma Café com Defesa

Veja também