Com a expulsão do programa F-35, Turquia prioriza trabalho no TF-X

Compartilhe:
Maquete em taanho natural do caça turco TF-X em feira do setor (Foto: Anadolu).

Maquete em tamanho natural do caça turco TF-X em feira do setor (Foto: Anadolu).

O principal funcionário de compras de defesa da Turquia, Ismail Demir, disse em uma entrevista na TV em 30 de abril que o governo priorizará a produção de seu jato de combate TF-X em meio a uma perda estimada de US$ 1,4 bilhão para a indústria local após a expulsão do país do programa F-35 Joint Strike Fighter liderado pelos americanos.

Os EUA decidiram excluir a Turquia do programa multinacional em resposta à decisão de Ancara de adquirir e implantar o sistema de mísseis terra-ar S-400 de fabricação russa. Autoridades aeroespaciais turcas disseram que as empresas domésticas associadas ao esforço de produção do F-35 devem cumprir os compromissos de fabricar milhares de peças até o próximo ano, mas a aeronave não será entregue à Força Aérea Turca.

A Turkish Aerospace Industries está projetando, desenvolvendo e construirá o TF-X, com o objetivo de voar com a aeronave no período de 2025-2026.


LIVRO RECOMENDADO

Aeronaves de caça e de treinamento pós 1945

  • Abril Coleções
  • Em português
  • Capa comum

O CEO da TAI, Temel Kotil, disse em uma entrevista na TV em 27 de abril que “o governo reservou um adicional de US$ 1,3 bilhão para a Fase 1 do programa TF-X. Um total de 6.000 engenheiros estão trabalhando neste programa”.

Ele acrescentou que sua empresa construirá em breve o primeiro hangar para o TF-X, bem como o que ele chamou de segundo melhor túnel de vento da Europa para testar a aeronave.

“Minha [prioridade máxima] é o programa TF-X. Definitivamente tem que ser feito”, disse Kotil.

Fonte: Defense News.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

V-UnitV-UnitPublicidade
AmazonPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisPrograma Café com Defesa

Veja também