Kremlin: Regulação do conflito em Donbass não pode ser o objetivo da reunião Putin-Zelensky

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Foto: Roma Mostetskiy/AP.

Foto: Roma Mostetskiy/AP.

A regulamentação do conflito do Donbass não pode ser o objetivo de um possível encontro entre o presidente russo Vladimir Putin e o presidente ucraniano Vladimir Zelensky, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres nesta terça-feira.

“O presidente [da Rússia, Vladimir Putin] deixou absolutamente clara sua opinião sobre esta iniciativa”, disse o porta-voz. “Esse diálogo só pode envolver questões de relações bilaterais. Ou seja, esse diálogo não pode ser realizado com o objetivo de encontrar formas de regular o conflito no sudeste da Ucrânia.”

A administração presidencial russa e o gabinete ucraniano do presidente estão em contato permanente sobre a questão da possível reunião, informou Peskov. “O Vice-Chefe de Gabinete [do Gabinete Executivo Presidencial Dmitry] Kozak está em contacto constante com a administração presidencial ucraniana”, disse ele.

Local de reunião

Kiev ainda não propôs nenhum local específico para o possível encontro entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, disse Dmitry Peskov a repórteres.

“Não estou ciente de nenhuma proposta específica comunicada por Kiev a Moscou”, disse ele em resposta a uma pergunta sobre se a reunião pode ser realizada em Moscou ou em algum outro lugar.

É preciso esclarecer muitos detalhes sobre a agenda, disse o porta-voz. “Falando francamente, se acertamos, o presidente ucraniano disse que era a questão do Donbass que precisava ser discutida e que a reunião deveria ser focada nisso”, disse Peskov, acrescentando que isso não estava exatamente em linha com a visão do líder russo de tal reunião. “Em qualquer caso, vários detalhes precisam ser esclarecidos”, observou o porta-voz do Kremlin.

Fonte: Tass.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a RússiaCurso de InteligênciaCurso sobre a ChinaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também