Tensões entre Rússia e UE estão aumentando em muitas áreas, diz Borrell

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Josep Borrell, chefe de relações exteriores da UE (Foto: Agência Anadolu).

Josep Borrell, chefe de relações exteriores da UE (Foto: Agência Anadolu).

As relações entre a União Europeia e a Rússia não estão melhorando, e as tensões estão aumentando em várias áreas, disse o Alto Representante da UE para Relações Exteriores e Política de Segurança, Josep Borrell, em um discurso em vídeo antes de uma conferência online informal dos ministros das Relações Exteriores da UE.

“No geral, as relações com a Rússia não estão melhorando. Pelo contrário, a tensão está aumentando em várias áreas”, disse Borrell. “Há dois blocos [a serem discutidos nas negociações]. Primeiro, as questões relacionadas à Rússia”. “Estamos começando com a expulsão tcheca de diplomatas russos. Seremos informados por nosso colega tcheco”, acrescentou.

“[Também discutiremos] a situação na fronteira ucraniana com o envio de tropas russas. É uma situação muito perigosa, e pedimos à Rússia que retire suas tropas da fronteira ucraniana”, ressaltou, destacando que o ministro das Relações Exteriores ucraniano Dmytro Kuleba foi convidado para compartilhar a visão de Kiev sobre a situação atual com os ministros da UE.

O principal diplomata da UE também destacou que o estado de saúde do blogueiro russo Alexei Navalny, que cumpre pena na prisão pelo caso de fraude na subsidiária russa da Yves Rocher, será abordado na reunião. “Ontem, emitimos um comunicado em nome dos 27 Estados membros, pedindo às autoridades russas que forneçam os cuidados de saúde de que ele precisa, eles são responsáveis ​​por sua segurança”, acrescentou Borrell.

Fonte: Tass.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também