Enviado russo à OSCE culpa os EUA e a OTAN pela escalada em Donbass

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Alexander Lukashevich (Foto: Tass).

Alexander Lukashevich (Foto: Tass).

Os Estados Unidos e a OTAN são responsáveis ​​pelo agravamento da situação em Donbass por causa de sua recusa em exercer influência sobre Kiev, disse o Enviado Permanente da Rússia à OSCE Alexander Lukashevich aos Estados membros da OSCE na quinta-feira.

“De acordo com os dados atuais, nos últimos dias nada menos que cinco aviões de transporte militar dos EUA chegaram à Ucrânia. Ateando fogo às ambições beligerantes dos ‘cabeças quentes’ em Kiev, os EUA e a OTAN não estão fazendo nada para instar as autoridades ucranianas para implementar o que o Conselho de Segurança da ONU aprovou em sua Resolução 2202. Ao fazê-lo, eles têm responsabilidade direta pelo agravamento da situação e pela violência contínua”, observou ele em uma reunião online do conselho permanente da OSCE.

De acordo com o diplomata, a Rússia está seriamente preocupada com o aumento dos exercícios de unidades da OTAN perto da Ucrânia, “o trabalho de vários instrutores e assessores diretamente em seu território, bem como as entregas de equipamentos e armas para a Ucrânia, incluindo alta tecnologia e armas destrutivas letais”.

Fonte: Tass.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também