Coreia do Sul lança protótipo de novo jato de combate KF-21 Boramae

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, em evento de lançamento do KF-21 Boramae (Foto: KAI).

Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, em evento de lançamento do KF-21 Boramae (Foto: KAI).

A República da Coréia (Coréia do Sul) revelou um protótipo do jato de combate KF-21 Boramae, anteriormente conhecido como KF-X, informou a estatal KTV.

O presidente Moon Jae-in visitou a Korea Aerospace Industries (KAI) em Sacheon, Província de Gyeongsang do Sul, sexta-feira, para a cerimônia de inauguração do primeiro KF-21 Boramae. O ministro da Defesa da Indonésia, Prabowo Subianto, e mais de 230 funcionários do governo de ambos os países também participaram da cerimônia. A Indonésia é parceira do projeto.

“Uma nova era em autodefesa chegou e estabelecemos um marco histórico no progresso de nossa indústria de aviação”, disse Moon. “Também expresso sincera gratidão ao governo da Indonésia por confiar na capacidade da Coreia e se tornar um parceiro neste projeto de co-desenvolvimento. Até que o desenvolvimento esteja completo e os dois países estejam prontos para a produção em massa para fazer incursões em mercados de terceiros países, a Coreia e a Indonésia trabalharão juntas.”

Os mais novos caças bimotores virão em versões de um e dois lugares, dependendo das missões a que se destinam. A aeronave de combate de próxima geração desenvolveu a Korea Aerospace Industries Ltd.

O novo KF-21 é um dos projetos nacionais mais importantes para substituir os atuais caças da força aérea e apresentar a próxima geração de caças que pode satisfazer o conceito de operação futura do campo de batalha da força.


Apresentação do protótipo do KAI KF-21 Boramae (Foto: KAI Korean Aerospace Industries).

O Boramae é um caça a jato multifuncional e resultado do programa de desenvolvimento de aeronaves KF-X que vem sendo realizado desde 2016. A Indonésia prometeu financiar 20% do custo total de desenvolvimento, ou 1,73 trilhão de won (US$ 1,55 bilhão), em troca de 50 aeronaves que serão fabricados para a Força Aérea da Indonésia, além de transferência de tecnologia.

Quando o Boramae completar seus testes finais, a Coreia será a oitava nação do mundo a desenvolver um jato supersônico avançado com sua própria tecnologia. Moon disse que a produção em massa começará após os testes finais. A Coreia planeja implantar 40 KF-21 em 2028 e 120 em 2032.

“O governo pretende se tornar uma das sete maiores potências da aviação na década de 2030 e fortalecerá a independência tecnológica do país em motores de aeronaves e outras tecnologias essenciais”, disse Moon. “Além disso, o governo fará investimentos de longo prazo em tecnologias para aeronaves elétricas ou a hidrogênio e mobilidade aérea urbana.”

De acordo com o governo, 719 empresas coreanas participaram do desenvolvimento do KF-21. Cerca de 65% das mais de 30.000 peças usadas na aeronave protótipo foram feitas na Coréia, e a Administração do Programa de Aquisição de Defesa e a KAI planejam aumentar essa porcentagem.

O governo estima que o projeto criou 2,1 trilhões de won em efeitos econômicos e 12.000 empregos de 2016 a 2020. Quando entrar em produção em massa, 100.000 novos empregos serão criados e 5,9 trilhões de won de valor adicional serão gerados, de acordo com o governo.

Fonte: Defence Blog.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a RússiaCurso de InteligênciaCurso sobre a ChinaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também