Rússia redistribuindo tropas de três distritos na fronteira com a Ucrânia

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Foto: Ukrainian multimedia platform for broadcasting.

Foto: Ukrainian multimedia platform for broadcasting.

“O comando das Forças Armadas russas continua a aumentar as capacidades de combate das forças de ocupação russas no território temporariamente ocupado nas regiões de Donetsk e Luhansk, em particular, através do fortalecimento das unidades de cooperação estacionadas em território russo perto da fronteira com a Ucrânia. Desde o início de abril, as fileiras das unidades de combate do Distrito Militar do Sul das Forças Armadas Russas foram preenchidas devido à chegada de pessoal dos distritos militares Ocidental, Central e Oriental por um período indeterminado. Dessa forma, o comando inimigo aumenta a reserva permanente para a possibilidade de preencher rapidamente as fileiras do 1º e 2º corpo do exército com militares russos”, informou a porta-voz do Ministério da Defesa, Maria Salnik, citando dados da Diretoria Principal de Inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia.

Ao mesmo tempo, segundo Salnik, cresce o número de perdas letais e sanitárias entre os ocupantes russos devido ao não cumprimento das normas de segurança no manuseio de armas e munições. Por exemplo, em 4 de abril, dois militares russos foram mortos e um ficou gravemente ferido em uma explosão de minas armazenadas em violação às regras de segurança em uma das unidades inimigas.

Conforme relatado, nas últimas 24 horas, em 5 de abril, as formações armadas da Federação Russa violaram sete vezes o cessar-fogo na área de Operação das Forças Conjuntas. Dois soldados ucranianos foram mortos.

Anteriormente, o comandante-em-chefe das Forças Armadas da Ucrânia, Ruslan Khomchak, disse que 28 grupos táticos de batalhões russos estavam estacionados ao longo da fronteira da Ucrânia, bem como nos territórios temporariamente ocupados da Ucrânia e da Crimeia.

Fonte: Ukrinform.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a ChinaCurso de InteligênciaCurso sobre a RússiaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também