Pelo menos 50 mortos no dia mais sangrento de Mianmar

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Protestos em Mianmar (Foto: Anadolu).

Protestos em Mianmar (Foto: Anadolu).

Mianmar viu a repressão mais violenta contra os manifestantes pró-democracia neste sábado, quando o regime militar governante deu uma demonstração de força no Dia Anual das Forças Armadas, matando pelo menos 50 pessoas.

A junta, em mensagem transmitida pela televisão na noite de sexta-feira, alertou os manifestantes sobre o risco de serem baleados na cabeça e nas costas se continuarem as manifestações anti-golpe.

Os manifestantes, no entanto, desafiaram a ameaça da junta e tomaram as ruas no sábado, e enfrentaram uma violenta repressão pelas forças de segurança.

O Mianmar Now, um dos principais veículos de notícias do país, informou que verificou a morte de 50 civis em 23 vilas e cidades em oito das 15 regiões até o meio-dia de sábado.

Pelo menos oito pessoas também foram mortas a tiros no município de Dala na noite de sexta-feira, quando as forças de segurança intervieram violentamente em multidões que exigiam que a polícia libertasse duas mulheres detidas por participarem de protestos anti-golpe, de acordo com testemunhas e relatos da mídia local.

Fonte: Agência Anadolu.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a ChinaCurso de InteligênciaCurso sobre a RússiaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também