Operação Verde Brasil: com queda de 34% em fevereiro, desmatamento é o menor dos últimos 4 anos pelo segundo mês consecutivo

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Capa-Operacao-Verde-Brasil

Em 8 de março, as Forças Armadas e o IBAMA apreenderam 200 m³ de madeira irregular (Foto: Ministério da Defesa).

Brasília (DF), 12/03/2021 – A Operação Verde Brasil 2 completa 300 dias atingindo resultados cada vez mais expressivos no combate ao desmatamento na Amazônia. Os avisos de desmatamento na região tiveram queda de 34% em fevereiro, em comparação com o mesmo período de 2020. Foi o segundo mês consecutivo em que o índice é menor quando comparado a quatro anos anteriores. Nos últimos sete meses, a redução acumulada chega a 21%, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).


Evolução do desmatamento.

O resultado reflete a atuação ininterrupta das Forças Armadas, das agências ambientais e dos órgãos de segurança pública, no combate ao desmatamento e a ilícitos ambientais na Amazônia Legal, por meio da Operação Verde Brasil 2. A iniciativa é coordenada pelo Ministério da Defesa, dentro do escopo do Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL), presidido pelo Vice-Presidência da República.

Em 10 meses de Operação, são empregados, diariamente, cerca de 2,5 mil militares e agentes de órgãos de controle ambiental e de segurança pública. Até o momento, foram executadas mais de 94 mil inspeções, patrulhas navais, terrestres e aéreas. Entre os pontos de destaque estão a apreensão de 496,5 mil metros cúbicos de madeira, 1.846 embarcações e 890 veículos e tratores. Ao todo, 4.969 multas e termos de infração foram aplicados, somando R$ 3,339 bilhões. As ações prosseguem e, a cada dia, são registradas novas apreensões.



Além da repressão aos crimes ambientais, foram efetuadas 298 prisões em flagrante, apreendidos 751 Kg de drogas e 123.528 armas e munições.

A Operação Verde Brasil 2 teve início em 11 de maio de 2020 e tem duração prevista até 30 de abril deste ano. O sucesso da operação é resultado direto do esforço conjunto das Forças Armadas e do Grupo Integrado de Proteção da Amazônia (GIPAM), coordenado pelo CENSIPAM e composto pelo INPE, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Serviço Florestal Brasileiro, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Fundação Nacional do Índio (FUNAI), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e Agência Nacional de Mineração.

Fonte: Ministério da Defesa / Centro de Comunicação Social de Defesa

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

2 comentários

  1. Parabéns a todas as forças federais envolvidas na operação. Infelizmente isso não consegue ter repercussão nos europeus e norte americanos esquerdopatas/globalistas.

  2. Parabéns ao Vice Mourão, em entrevista ele mencionou que apenas 11 Municípios da Amazônia concentrava o maior número de infrações, envolvendo desmatamento, traduzindo exploração de madeiras e destruição da floresta, do contrabando de minerais e elementos raros dos biomas, e não poderia faltar, o tráfico de drogas e armas…Parabéns pra ele e para suas equipes bem treinadas. Que esse sucesso se repita daqui em diante…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a ChinaCurso de InteligênciaCurso sobre a RússiaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também