A nova unidade de forças especiais da IAF

B-Top-720x75px-ADG.jpg

Albert-VF1 Por Albert Caballé Marimón*

Baixar-PDF


Assine o Velho General e acesse conteúdo exclusivo, conheça as opções.


Capa.jpg
Militares da unidade de comandos Shaldag (Foto: Unidade Porta-Voz da IDF).

Parte de um plano de reorganização das IDF, a nova unidade, a 7ª Ala de Operações Especiais da Força Aérea de Israel, será formada pelas suas atuais (e independentes) forças especiais acrescidas de uma unidade de Inteligência e de uma escola de forças especiais, tudo operando sob comando único.


A criação de uma nova unidade de forças especiais da Força Aérea de Israel (IAF) é parte do Momentum, o plano plurianual 2020-2024 de reorganização das Forças de Defesa de Israel (IDF) de Aviv Kochavi, seu comandante. Ao assumir a função em janeiro de 2019, Kochavi disse que buscava um exército “mortal, eficiente e moderno”.

Assim, no último domingo foi anunciada a criação da 7ª Ala, que irá agrupar sob um único comando as forças especiais da IAF. A nova força será formada pela Unidade 669 (grupo de busca e salvamento), a Shaldag (unidade de comandos), a Frontal Landing Unit (especializada na construção de pistas de pouso atrás das linhas inimigas), uma unidade de inteligência e uma escola de forças especiais.

Segundo um porta-voz da IDF, a ala foi criada devido às necessidades operacionais e a expansão de ameaças em diversas frentes. A unidade será um componente complementar e único da IAF atuando por meio de operações especiais atrás das linhas inimigas.

O anúncio foi feito em cerimônia ocorrida dia 12 de julho na Base Aérea de Palmachim, com presença do major-general Amikam Norkin, comandante da IAF, e do oficial que irá comandar a nova unidade, que por razões de segurança foi chamado apenas de “Coronel O”. Em seu pronunciamento, Norkin disse que Israel enfrenta uma era de mudanças regionais em meio à pandemia de coronavírus, que Israel chama de “ameaças do terceiro círculo” do Irã, e continua com as operações para impedir o tráfico de armas iraniano para o Hezbollah.

IMAGEM-1.jpg
O comandante da IAF, major-general Amikam Norkin (Foto: Unidade Porta-voz da IDF).

A ala, que também atuará na campanha “guerra entre as guerras”[1] contra a República Islâmica, “foi projetada para enfrentar os principais desafios da Força Aérea com soluções baseadas na crença na importância da superioridade aérea”, disse o “Coronel O”, acrescentando que seu objetivo é “melhorar a competência operacional como parte de um processo maior na Força Aérea”.

Nos últimos anos Israel tem concentrado esforços contra ameaças ao norte que incluem o Hezbollah e a entrada iraniana na guerra civil síria. Norkin disse que “este é um campo de batalha que está se tornando mais complexo a cada dia e que essa mudança foi entendida pelos comandantes”. Segundo ele, essa é a mudança que exige adaptação e preparação para os desafios futuros.

LIVRO RECOMENDADO:

Mossad: Os Carrascos do Kidon

  • Eric Frattini (Autor)
  • Em português
  • Versões eBook Kindle e capa comum

Norkin declarou também que a 7ª Ala terá capacidade aprimorada e tornará as forças especiais mais eficazes em combate, mais influentes em termos de superioridade aérea e será parte de qualquer processo ou cenário que ocorra sob a alçada da IAF.

O “Coronel O” acrescentou que, devido à crise econômica, não houve um novo orçamento para montar a nova unidade. Ele mencionou um “aprimoramento de recursos de inteligência e recursos operacionais que darão suporte a unidade”. A ideia é otimizar e reorganizar essas unidades, cuja única característica comum hoje é serem parte da IAF, desempenhando importantes tarefas.

Esse é um dos novos conceitos na IDF que preveem a concentração de capacidades em novas estruturas de comando. Como exemplo dessa reorganização, foi criada uma central dedicada à ameaça iraniana e serão desativados um batalhão de tanques e um esquadrão de jatos F-16. Ainda nessa reorganização, um novo esquadrão de aeronaves F-35 entrou em operação em janeiro.

IMAGEM-2
Aeronave da Frontal Landing Unit participando de exercício (Foto: Unidade do Porta-Voz da IDF).

As unidades que formarão a 7ª Ala

A Unidade 669 de Combate, Busca e Resgate Aerotransportada, elite da IAF, é uma das quatro unidades de forças especiais da IDF com militares treinados em medicina de combate, paraquedismo, mergulho, contraterrorismo, navegação, rapel e resgate em condições adversas. A unidade já resgatou mais de 10.000 pessoas desde a sua criação.

A Shaldag realiza operações especiais secretas e altamente sensíveis. Seu principal objetivo é prover a IAF com informações de trás das linhas inimigas e realizar operações de reconhecimento, ações de comandos e controle de tráfego aéreo. Suas missões são mantidas em sigilo.

A Frontal Landing Unit (FLU) constrói pistas de pouso ad hoc atrás das linhas inimigas para as aeronaves de transporte Karnaf (Hercules) e Shimshon (Super Hercules). Entre as missões em que já atuou é famosa a Operação Moisés, na década de 1980, que secretamente evacuou milhares de judeus etíopes do Sudão para Israel.

Banner-Strip-Apoie

Notas

[1] A “guerra entre as guerras” é uma campanha secreta empreendida por Israel através das IDF e da comunidade de inteligência do país para impedir que seus inimigos desenvolvam meios que ameacem sua capacidade de dissuasão, detectando e destruindo ameaças à segurança de Israel.

Fontes

KUBOVICH Yaniv. Israel Air Force Launches Special Ops Wing to Improve Prowess ‘Deep Inside Enemy Territory’. Haaretz, 12 de julho de 2020. Disponível em: https://www.haaretz.com/israel-news/.premium-air-force-launches-special-ops-wing-to-improve-prowess-deep-in-enemy-territory-1.8989263. Acesso em: 17 de julho de 2020.

AHRONHEIM Anna. Israel Air Force opens new Special Forces Wing. The Jerusalem Post, 12 de julho de 2020. Disponível em: https://www.jpost.com/israel-news/israel-air-force-opens-new-special-forces-wing-634805. Acesso em: 17 de julho de 2020.

FRANTZMAN Seth J. Israel combines special forces into new Air force unit. Defense News, 16 de julho de 2020. Disponível em: https://www.defensenews.com/global/mideast-africa/2020/07/16/israel-combines-special-forces-into-new-air-force-unit/. Acesso em 17 de julho de 2020.

Israeli Air Force Unveils New ‘Special Forces Squadron’, Experts Call It Blue Print For Indian Air Force. The Eurasian Times, 14 de julho de 2020. Disponível em: https://eurasiantimes.com/israeli-air-force-unveils-new-special-forces-squadron-expert-call-it-blue-print-for-indian-air-force/. Acesso em: 17 de julho de 2020.


*Albert Caballé Marimón possui formação superior em marketing. Depois de atuar vários anos em empresas nacionais e multinacionais, tornou-se fotógrafo profissional e editor do blog Velho General. Já atuou na cobertura de eventos como a Feira LAAD, o Exercício CRUZEX e a Operação Acolhida e proferiu palestras na Academia da Força Aérea. É colaborador da revista Tecnologia & Defesa e do Canal Arte da Guerra. Pode ser contatado através do e-mail caballe@gmail.com.


Banner-loja-02.jpg

4 comentários sobre “A nova unidade de forças especiais da IAF

  1. Não poderia esperar um artigo tão lúcido, atual e completo como o presente.
    O Velho General sempre a frente e eficiente em suas abordagens.
    Sempre fico “ligado” em minha caixa de email para abrir, ler e me saciar com tanta informação de primeira categoria.
    Parabéns. Adoro os artigos todos que publicam.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Parabéns, Albert pelo excelente trabalho mais uma vez!
    Gostaria de sugerir um tema, se possível, que é a guerra eletrônica, há pouco tempo que tomei conhecimento.
    Obrigado!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s