Ministério da Defesa: Nota Oficial

B-Top-720x75px-ADG.jpg

Icone-Logo-Menelau.png Por Velho General

Baixar-PDF


Assine o Velho General e acesse conteúdo exclusivo, conheça as opções.


Capa-PDF.jpg

O Ministro da Defesa e os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica repudiam veementemente a acusação apresentada pelo senhor Gilmar Mendes, contra o Exército Brasileiro, durante evento realizado no dia 11 de julho, quando afirmou: “É preciso dizer isso de maneira muito clara: o Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável”.

Comentários dessa natureza, completamente afastados dos fatos, causam indignação. Trata-se de uma acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana. O ataque gratuito a instituições de Estado não fortalece a democracia.

Genocídio é definido por lei como “a intenção de destruir, no todo ou em parte, grupo nacional, étnico, racial ou religioso” (Lei nº 2.889/1956). Trata-se de um crime gravíssimo, tanto no âmbito nacional, como na justiça internacional, o que, naturalmente, é de pleno conhecimento de um jurista.

Na atual pandemia, as Forças Armadas, incluindo a Marinha, o Exército e a Força Aérea, estão completamente empenhadas justamente em preservar vidas.

Informamos que o MD encaminhará representação ao Procurador-Geral da República (PGR) para a adoção das medidas cabíveis.

Assinat


O texto da Lei nº 2.889, de 1º de outubro de 1956, que define e pune o crime de genocídio, do qual o Governo Federal e o Exército foram acusados:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA:

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Quem, com a intenção de destruir, no todo ou em parte, grupo nacional, étnico, racial ou religioso, como tal:  (Vide Lei nº 7.960, de 1989)

a) matar membros do grupo;

b) causar lesão grave à integridade física ou mental de membros do grupo;

c) submeter intencionalmente o grupo a condições de existência capazes de ocasionar-lhe a destruição física total ou parcial;

d) adotar medidas destinadas a impedir os nascimentos no seio do grupo;

e) efetuar a transferência forçada de crianças do grupo para outro grupo;

Será punido:

Com as penas do art. 121, § 2º, do Código Penal, no caso da letra a;

Com as penas do art. 129, § 2º, no caso da letra b;

Com as penas do art. 270, no caso da letra c;

Com as penas do art. 125, no caso da letra d;

Com as penas do art. 148, no caso da letra e;

Art. 2º Associarem-se mais de 3 (três) pessoas para prática dos crimes mencionados no artigo anterior:  (Vide Lei nº 7.960, de 1989)

Pena: Metade da cominada aos crimes ali previstos.

Art. 3º Incitar, direta e publicamente alguém a cometer qualquer dos crimes de que trata o art. 1º:  (Vide Lei nº 7.960, de 1989)

Pena: Metade das penas ali cominadas.

§ 1º A pena pelo crime de incitação será a mesma de crime incitado, se este se consumar.

§ 2º A pena será aumentada de 1/3 (um terço), quando a incitação for cometida pela imprensa.

Art. 4º A pena será agravada de 1/3 (um terço), no caso dos arts. 1º, 2º e 3º, quando cometido o crime por governante ou funcionário público.

Art. 5º Será punida com 2/3 (dois terços) das respectivas penas a tentativa dos crimes definidos nesta lei.

Art. 6º Os crimes de que trata esta lei não serão considerados crimes políticos para efeitos de extradição.

Art. 7º Revogam-se as disposições em contrário.

Rio de Janeiro, 1 de outubro de 1956; 135º da Independência e 68º da República.

JUSCELINO KUBITSCHEK

Nereu Ramos


8 comentários sobre “Ministério da Defesa: Nota Oficial

  1. Gilmar Mendes, grande polemista e inconsequente. Deveria, antes, explicar suas relações com os Baratas (Rio de Janeiro, empresário, setor de transportes) a quem beneficiou, inúmeras vezes, com o instrumento jurídico da Habeas Corpus, libertando da prisão deferida, a pedido do MPF, em razão da notória vinculação com a máfia da transporte público do RJ.
    Antes de acusar de genocídio as Forças Armadas, na personalização do Exército, deveria de explicar as passagens aéreas, à Portugal, as expensas dos contribuintes brasileiros, com recursos tão necessários à luta atual contra à pandemia do COVID-19.
    Francamente, senhor Gilmar Mendes…cuide melhor do seu telhado de vidro.

    Curtido por 1 pessoa

  2. O stf (escreverei sempre em letras minúsculas. Pelo menos enquanto tiver essa composição.) Vem abusando ou interferindo em questões que não competem a eles, que se colocam acima do bem e do mal. Os deuses do olimpo brasileiro.

    Curtido por 1 pessoa

      1. Este modelo de stf não é aplicável aqui no Brasil, não se tem maturidade política para isso! Seguem por bandeiras sem fundamento…

        Albert, os materiais são de primeira, excelente conteúdo. Grande abraço.

        Curtido por 2 pessoas

  3. Cuidado meu querido, vc escrevendo stf em letras minúsculas podem entender que vc está diminuindo eles e trazer bronca pra ti.
    Kkkkk!!!!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Rutemberg Pessoa do Nascimento Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s