A Guerra das Malvinas em 25 Fotos

Banner-ADG

Albert-VF1 Por Albert Caballé Marimón

Trinta e sete anos atrás ocorria a Guerra das Malvinas. Estas ilhas, um arquipélago do Atlântico Sul situado 460km a leste da Argentina, são objeto de uma longa disputa entre a Argentina e o Reino Unido. Em 1982, o líder da junta militar argentina, o general Leopoldo Galtieri, enviou tropas para tomar as ilhas, que então contavam com uma população de 1.800 pessoas.

O governo britânico, liderado pela primeira-ministra Margaret Thatcher, rapidamente organizou uma força-tarefa que rumou para o sul para retomar o território. Nos dois meses em que a guerra durou, ocorreram sangrentas batalhas no mar, no ar e em terra, terminando com uma vitória britânica em 14 de junho, 74 dias após a invasão.

A guerra deixou um saldo de mais de 900 mortos e mais de 2.000 feridos. A derrota argentina marcou o início do fim do governo de Galtieri, mas a disputa sobre as ilhas continua e é uma questão de honra para o povo argentino.


Malvinas
01 – Por volta do meio-dia de 2 de abril, as tropas argentinas hastearam a bandeira argentina pela primeira vez. Três dias depois, a frota britânica partia de Portsmouth em direção ao Atlântico Sul (Foto: Rafael Wollmann)
MALVINAS-ANIVERSARIO
02 – O presidente de facto argentino, Leopoldo Fortunato Galtieri, na Casa Rosada saudando os cidadãos que se reuniram na Praça de Maio para apoiar a recuperação das Ilhas Malvinas, em 2 de abril de 1982 (Foto: Agência EFE)

03-malvinas-bando-argentino-32
03 – Soldados argentinos transportando suprimentos militares logo após invadirem as Ilhas Malvinas, em 13 de abril de 1982 (Foto: Daniel Garcia/AFP/Getty Images)
04-main_1200
04 – Soldados do exército argentino lêem jornais em Puerto Argentino durante a Guerra das Malvinas em abril de 1982 (Foto: Eduardo Farre/Reuters)

05-main_1200
05 – Em 25 de maio de 1982, o general do Exército argentino Mario Benjamin Menendez, que governou as ilhas durante os 73 dias da Guerra das Malvinas, dirige-se às tropas em Darwin (Foto: Eduardo Farre/Reuters)

British Soldier Reads About War in the Falklands
06 – Um soldado britânico lê o jornal após a recuperação argentina das Ilhas Malvinas: “As Malvinas são britânicas. Grã-Bretanha resolve recuperar a honra no Atlântico Sul”, diz a manchete em letras garrafais (Foto: Liaison)

Sea King Air Lift
07 – A frota britânica atravessa o oceano. Um helicóptero Sea King voa sobre o porta-aviões Hermes transportando munição e distribuindo-a entre os navios, abril de 1982 (Foto: Martin Cleaver/Pool/Getty Images)

D3.jpg
08 – Durante a guerra foi publicada esta foto que mostra fuzileiros navais da Marinha Real Britânica realizando exercícios de treinamento. Estes exercícios tornaram-se realidade em 21 de maio, quando a 3ª Brigada de Comandos do Brigadeiro Julian Thompson desembarcou em San Carlos (Foto: Agência EFE)

09-main_1200
09 – Militares argentinos da Companhia 601 assumem seus postos no Estreito de San Carlos, que separa as duas principais ilhas Malvinas, Soledad e Gran Malvina, em foto de maio de 1982 (Foto: Eduardo Farre/Reuters)

10-main_1200
10 – Armeiros movimentam torpedos no convés de vôo do porta-aviões britânico HMS Hermes. Os helicópteros Sea King foram armados para combater a ameaça submarina argentina das Ilhas Malvinas. 26 de maio de 1982 (Foto: AFP/Getty Images)

11-main_1200
11 – Caças-bombardeiros argentinos Aermacchi participam das operações nas Ilhas Malvinas em 21 de maio de 1982 (Foto: AFP/Getty Images)

12-malvinas-bando-argentino-4
12 – Dois soldados argentinos correndo em Puerto Argentino para se proteger de um alerta de bombardeio. 4 de maio de 1982 (Foto: Reuters)

13-main_1200
13 – O cruzador argentino General Belgrano afunda entre os botes de cor laranja com os sobreviventes no Atlântico Sul, depois de ser torpedeado pelo submarino nuclear HMS Conqueror em 1º de maio de 1982. Foram resgatados 770 homens, mas 323 morreram (Foto: Agência AP)

14-main_1200
14 – A fragata britânica HMS Antelope arde em chamas enquanto afunda nas águas geladas do Atlântico Sul, 24 de maio de 1982. Quatro A-4B Skyhawks argentinos a atacaram no dia anterior, um deles lançando uma bomba que não explodiu, mas se alojou dentro do casco da fragata. Enquanto técnicos em desativação de bombas tentavam desarma-la, ela detonou, destruindo o navio e iniciando grandes incêndios. Todos, exceto dois tripulantes, sobreviveram, e o navio afundou horas depois (Foto: Tom Smith/AP)

Scrubbing The Deck
15 – Quatro homens limpam o convés do porta-aviões britânico HMS Hermes. Ele transportou 16 Harrier e 10 helicópteros Sea King, além de um esquadrão do Serviço Aéreo Especial (SAS) e um dos Royal Marines, em maio de 1982 (Foto: Martin Cleaver/Pool/Getty Images)

HMS Sheffield
16 – O HMS Sheffield foi atacado por um míssil Exocet lançado por um Super Eténdard da Marinha da Argentina, em 4 de maio de 1982. Vinte pessoas morreram e o navio afundou no Atlântico quando era rebocado de volta à a Grã-Bretanha (Foto: Martin Cleaver/Pool/Getty Images)

Frigate Explodes
17 – A fragata HMS Antelope explode na baia de San Carlos durante a guerra das Malvinas, em 24 de maio de 1982 (Foto: Martin Cleaver/Pool/Getty Images)

Falklands Conflict
18 – Um esquadrão britânico opera metralhadoras pesadas (Foto: Fox Photos/Getty Images)

19-malvinas-bando-argentino-8
19 – Soldados argentinos assumem posição em Puerto de Mitre em maio de 1982 (Foto: Eduardo Farre/Reuters)

20-malvinas-bando-argentino-5
20 – Militar argentino caminha próximo aos destroços de um avião britânico abatido no porto de Darwin, localizado no istmo que une o norte e o sul da ilha de Soledad, em maio de 1982 (Foto: Reuters)

21-malvinas-bando-argentino-31
21 – Trinta soldados argentinos em uma vala comum após a batalha de Darwin, que aconteceu entre 27 e 29 de maio (Foto: Agência AP)

22-malvinas-imperial-war-museum-12
22 – O soldado de infantaria da Marinha Real Peter Robinson marcha em direção a Puerto Argentino com a bandeira de seu país amarrada à antena do equipamento de rádio (Foto: Imperial War Museums)

23-Moore-y-Menendez-rendicion-Malvinas-SF
23 – Os generais Jeremy Moore e Benjamín Menéndez assinam a rendição argentina em 14 de junho de 1982 em Puerto Argentino (Foto: Infobae)

24-malvinas-bando-argentino-15
24 – Soldados argentinos se renderam às tropas britânicas em Puerto Argentino em 15 de junho de 1982. Cerca de 11.000 soldados foram feitos prisioneiros pelas forças armadas britânicas (Foto: Kenneth Ian Griffiths)

25-malvinas-imperial-war-museum-4
25 – Vista aérea da fragata HMS Andromeda, do destróier HMS Bristol (convertido em navio-escola após a guerra) e do porta-aviões leve HMS Invincible (que depois participou das guerras na Iugoslávia e no Iraque) após a rendição argentina (Foto: Imperial War Museums)

*Foto de capa: patrulha do exército argentino numa rua de Puerto Argentino retornando à sua base (Foto: Infobae)


RECOMENDADOS PELO VELHO GENERAL

Captura de Tela 2019-04-22 às 19.42.45

Malvinas. La trama secreta (Edición definitiva)

    • Varios Autores
    • Em espanhol
    • eBook Kindle
Captura de Tela 2019-04-22 às 19.42.23

Ilhas Malvinas – Guerra no Fim do Mundo

    • Marco Aurélio Gumieri Valério (Autor)
    • Em português
    • Capa Comum

5 comentários sobre “A Guerra das Malvinas em 25 Fotos

  1. O melhor livro sobre as forças argentinas nas Falklands (o vencedor batiza o lugar) foi publicado pela Osprey em 1992, Argentine Forces in the Falklands.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s