Perfil: Nicolas Maduro


Reuters (Tradução e adaptação de Albert Caballé Marimón)


maduro

Nicolás Maduro fala à imprensa em Caracas, 15 de Fevereiro de 2018 (Marco Bello / Reuters)


Nicolas Maduro tornou-se presidente em exercício da Venezuela em 8 de março de 2013, três dias após a morte por câncer do presidente Hugo Chávez. Maduro, candidato do Partido Socialista, venceu a eleição presidencial de 14 de abril e foi empossado cinco dias depois.

Fatos Importantes

  • Maduro serviu seis anos como ministro das Relações Exteriores antes de ser nomeado vice-presidente em outubro de 2012 e sucessor escolhido por Chávez dois meses depois. Com o agravamento da doença de Chávez, o corpulento e bigodudo Maduro tornou-se o líder de fato da nação sul-americana.

    chavez

    Hugo Chávez, ex-presidente venezuelano (Reuters)


  • Ex-motorista de ônibus e líder sindical e autodeclarado “Chavista”, Maduro continuou as políticas de Chávez, incluindo nacionalizações, rígido controle estatal da economia e apoio financeiro a aliados como a Cuba liderada pelos comunistas.
  • Maduro enfrentou o líder da oposição Henrique Capriles, governador de centro do estado de Miranda, nas eleições de 14 de abril. Maduro ganhou por pouco e Capriles se recusou a reconhecer o resultado da eleição, alegando que havia milhares de irregularidades na votação.
  • Como Chávez, Maduro tem uma propensão para retórica extrema. Ele acusou os inimigos de conspirar para assassina-lo e sugeriu que os inimigos “imperialistas” infectaram Chávez com câncer. Em um discurso de 13 de março, Maduro disse que figuras da “extrema direita” nos Estados Unidos planejavam mata-lo.
  • Maduro herdou uma economia assolada pela alta inflação e desemprego, mas impulsionada por reservas de petróleo de membro da OPEP. Ele disse que o acúmulo de riqueza do setor privado e os “ataques especulativos” sobre a moeda bolivariana foram os culpados pelos problemas econômicos.
  • Como ministro das Relações Exteriores, Maduro tinha uma imagem relativamente desinteressante e nunca se desviou da linha de Chávez. Ele viajou muito, denunciando a política externa norte-americana e cultivando aliados em mercados emergentes como a Rússia e a China, que se tornaria uma importante financiadora.
  • Em 1992, quando Chávez foi preso pelo golpe fracassado que o tornou famoso, Maduro foi às ruas pedir sua libertação e o visitou na prisão. Maduro foi eleito pela primeira vez para a Assembleia Nacional em 2000, tornando-se depois seu presidente.
  • Maduro nasceu em Caracas e frequentou o ensino médio num bairro de classe trabalhadora na periferia da cidade. Ele começou sua carreira política como sindicalista representando os trabalhadores do sistema de metrô de Caracas.
  • Ele é casado com Cilia Flores, ex-líder da Assembléia Nacional, e os dois há muito
    alo-presidenta-asi-es-cilia-flores-la-esposa-chandalera-de-nicolas-maduro

    Cilia Flores, esposa de Nicolás Maduro (EFE)

    são vistos como um “casal de poder” no governo. Maduro foi criado como católico apostólico romano e ele e sua esposa são defensores do falecido guru espiritual indiano Sai Baba.

  • Em janeiro de 2019, a oposição da Venezuela aumentou as apostas contra o presidente Nicolas Maduro depois que o líder do congresso, Juan Guaidó, assumiu o cargo de chefe de Estado interino com apoio dos Estados Unidos e de alguns dos principais países da América Latina.

O alto escalão do exército da Venezuela não deu sinais de abandonar Maduro. O ministro da Defesa, Vladimir Padrino, reafirmou seu apoio, dizendo que as forças armadas da Venezuela repudiam qualquer presidente autoproclamado. No entanto, em 23 de fevereiro, pelo menos 167 membros das forças armadas venezuelanas desertaram e se apresentaram à agência de migração da Colômbia. Os Estados Unidos disseram que estão mantendo comunicação direta com membros das forças armadas da Venezuela pedindo que abandonem Maduro.

A Suprema Corte, repleta de partidários de Maduro, apoiou solidamente o líder socialista, determinando que todas as ações tomadas pelo congresso – lideradas por Guaidó – são nulas e sem efeito.


Venezuelan opposition leader Juan Guaido waves after a meeting at the European Union headquarters in Brasilia

Juan Guaidó, autoproclamado presidente interino da Venezuela (Ueslei Marcelino/Reuters)


A Rússia chamou Maduro de presidente legítimo do país e acusou os Estados Unidos de tentarem usurpar o poder na Venezuela, alertando Washington contra a intervenção militar.(Ernesto Guzman / EPA via Shutterstock) Os venezuelanos estão diante dos membros das forças do Exército venezuelano na ponte Simon Bolivar, na fronteira com a Venezuela, em Cucuta, Colômbia, em 23 de fevereiro de 2019.

O presidente turco Tayyip Erdogan disse que a Turquia estava ao lado de Maduro, instando-o a “permanecer em pé”. A China expressou apoio a Maduro, dizendo que se opunha à interferência externa na Venezuela e apoiou os esforços para proteger sua independência e estabilidade.


venezuela-sh-jpo-190223_hpMain_16x9_1600

Venezuelanos enfrentam forças da Venezuela na Ponte Simon Bolivar em Cúcuta, na fronteira com a Colômbia, em 23 de fevereiro de 2019 (Ernesto Guzman/EPA/Shutterstock)


A estatal petrolífera PDVSA, que responde pela maior parte das receitas de exportação da Venezuela, está com Maduro. “Não temos outro presidente” além de Maduro, disse o presidente da PDVSA e Ministro do Petróleo, Manuel Quevedo, oficial militar de carreira.

Alguns governos de esquerda da região, incluindo Cuba e Bolívia, continuam apoiando Maduro. O México, onde o esquerdista Andrés Manuel López Obrador assumiu o cargo no ano passado, abandonou a oposição a Maduro do governo anterior e disse que seguirá uma política de não-intervenção.

Um núcleo obstinado de “chavistas” na Venezuela, incluindo gangues armadas em áreas urbanas pobres, continua sendo fiéis à exortação do último líder Hugo Chávez de apoio a Maduro, não importa o que aconteça.


 

Anúncios

  2 comments for “Perfil: Nicolas Maduro

  1. Eduardo
    12/03/2019 às 10:10

    Ótimo conteúdo .

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: