India e Paquistão: incidente na Caxemira

Por Albert Caballé Marimón

Neste artigo, procuramos consolidar informações disponíveis em mídias internacionais, e disponibilizamos também um áudio de nosso articulista, o jornalista Valter Andrade, com uma breve análise sobre o incidente.

Em 14 de fevereiro, o JeM (Jaish-e-Mohammed, organização islâmica cujo objetivo é separar a Caxemira da Índia), assumiu a autoria de um atentado que matou 40 soldados indianos. Em resposta, na manhã de 26 de fevereiro a IAF (India Air Force) realizou ataques aéreos num campo da JeM em território paquistanês próximo à fronteira com a Índia.


Mirage-2000

Mirage 2000 da IAF (AFP PHOTO/Prakash SINGH)


O site de aviação militar The Aviationist reporta que, de acordo com o jornal India Today, os Mirage 2000 da IAF decolaram da base aérea de Gwailor carregando bombas de 2000 libras e Litening targeting pods. O ataque foi apoiado por uma aeronave Embraer E-145 Airborne Early Warning da base aérea de Bhatinda para comando e controle aéreo e por reabastecedores Il-78 Midas da base de Agra. Houve apoio também de um drone IAI Heron, possivelmente para coleta de dados de inteligência ao longo da fronteira antes do ataque.


E145-IAF

Embraer E145 da IAF (Venkat Mangudi)


Não está confirmado o tipo de bombas utilizado, mas ainda segundo o The Aviationist, os Mirage cruzaram a fronteira a baixa altitude e, perto de Bakalot, atacaram os alvos com bombas israelenses SPICE 2000 de 2.000 libras guiadas por GPS. A SPICE é uma PGM (Precision Guided Munition) com alcance de 200km para uso em alvos cujas coordenadas são conhecidas. Além disso, foi relatado tempo nublado na área, daí o uso de uma bomba guiada por GPS ao invés de guiada por laser (LGB, Laser Guided Bomb).


Spice-2000

SPICE 2000, bomba guiada por GPS (@livefist)


Desdobramentos

Ainda segundo o The Aviationist, a IAF admitiu a perda de um MiG-21 Bison, abatido pela PAF (Pakistan Air Force) durante um combate na Caxemira. O piloto do MiG-21 foi preso por tropas paquistanesas. Ainda não está claro como ocorreu esse combate. O MiG-21 teria sido lançado em resposta a ataques da PAF no início da manhã. O Paquistão afirma que pelo menos dois caças da IAF cruzaram a fronteira e foram abatidos dentro do espaço aéreo paquistanês.


Mig21-Bison

Mig-21 Bison da IAF (Foto: Jyotirmoy Moulick)


Autoridades hindus admitiram a perda de apenas um caça. Além disso, a Índia alega que um MiG-21 foi capaz de abater um jato paquistanês que caiu no Paquistão. No entanto, esta alegação ainda não é apoiada por qualquer evidência.

Segundo reportado pelo site de notícias hindu Swarajya, uma foto dos destroços do que se acredita ser o jato paquistanês F-16 foi divulgada pela agência de notícias ANI nesta manhã de quinta-feira (28 de fevereiro).


F16-Destroços

Supostos destroços do F-16 paquistanês (agência ANI)


Os destroços foram encontrados na Caxemira Ocupada do Paquistão (POK). De acordo com a ANI, os oficiais que aparecem na foto são do exército paquistanês. Curiosamente, a mesma imagem circula nas mídias sociais afirmando tratar-se do Mig hindu. Ainda segundo a ANI, que mais tarde divulgou uma foto comparando a foto da aeronave abatida com um desenho do motor de um F-16, fontes da IAF confirmam que trata-se do F-16 paquistanês abatido ontem.


F-16-Comparativo

Comparativo do motor do F-16 com a imagem do suposto F-16 destruído (agência ANI)


Conforme surjam maiores informações ou confirmações, postaremos atualizações aqui no Blog do Velho General. Confira também o vídeo em que o Comandante Robinson Farinazzo, do Canal Arte da Guerra, analisou este incidente:



 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: