Apoio ao Sd Esmeraldino / PMSC

O Soldado Jefferson Luiz Esmeraldino, alvejado por meliantes durante o fatídico assalto ao Banco do Brasil em Criciúma, em novembro de 2020, sobrevive com extrema necessidade de atenção médica. Trata-se do caso em que comentaristas de uma rádio trataram de forma desumana, para usar um eufemismo. Esmeraldino precisa de ajuda.

Informação e Inteligência aplicadas aos Processos Decisórios em Incidentes Críticos

Foto: Maik Jonietz/Unsplash.

O uso adequado da Informação e da Inteligência como ferramentas táticas no gerenciamento de incidentes críticos, permite a indivíduos e organizações preservar vidas e otimizar recursos.

Mediação e força no combate ao crime

Imagem: Pixabay.

Retirar das trevas e da clandestinidade os elementos que circulam com sua brutalidade e violência é uma tarefa que se harmoniza com a necessidade de um desenvolvimento orgânico e articulado do Estado à serviço do cidadão.

Protocolo básico para Suicídio por Policial

Foto: comando do GATE/Batalhão de Operações Especiais.

O treinamento dos policiais é essencial, já que todos são potenciais primeiros intervenientes em incidentes SPP, para que os protocolos e procedimentos sejam implementados de forma rápida, correta e decisiva.

Prazer em conhecer, Departamento PM Vítima

Recorte da capa do livro.

O livro aborda aspectos reais, de pessoas reais, que atuam com o máximo de dedicação para dar a resposta necessária quando um policial é assassinado.

Um gamer no crime pandêmico

Um crime bárbaro, reflexo dos tempos que vivemos, colocou um fim trágico à vida de uma jovem e marca indelevelmente a vida dos familiares. Poderia ter sido evitado? Nunca saberemos com certeza, mas cabem reflexões.

Visita ao 1º BAEP em Campinas-SP

O 1º BAEP, em Campinas-SP, foi a unidade pioneira de seu tipo e serviu de modelo para a implantação de diversas outras hoje espalhadas por várias cidades do estado de SP. Trata-se de um batalhão formado por profissionais aguerridos e motivados, nos quais é possível perceber nitidamente a paixão com que realizam seu trabalho.

Desestabilização: a atual ameaça à ordem pública brasileira

Quando se trata de desestabilizar um regime de governo, as forças opositoras podem lançar mão de diversos estratagemas, muitas vezes pouco conhecidos do grande público, que vão desde a criação de narrativas até a infiltração de agentes com os mais diversos objetivos. Cabe às forças de segurança trabalhar com inteligência no sentido de prever esses movimentos e evitar as armadilhas.

Diagnóstico da (in)segurança

A população não se atém às estatísticas do crime e sim aos fatos que geram a sensação de insegurança e reforçam o medo concreto. É imperativo que a lei penal brasileira seja menos benevolente com criminosos, deixando de conceder benefícios e regimes carcerários alternativos. Diante do clima de insegurança, medo e descrédito nas instituições responsáveis pela segurança da população, tem surgido soluções imediatistas que não resolvem os problemas.

Procedimento de doação de armas de fogo apreendidas em operações policiais para órgãos de Segurança Pública

A gestão pública tem como imperativo buscar soluções visando a prestação de serviços de qualidade, prezando por princípios administrativos que norteiem suas ações. No tocante a segurança pública, o Brasil apresenta um cenário complexo, com elevada incidência de crimes principalmente contra a vida, com 47.773 mortes violentas em 2019 (das quais 72,5% causadas por armas de fogo), como também crimes contra o patrimônio com utilização de armas de fogo.